Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Especial Mulher

Vandeca, a enfermeira que é exemplo de dedicação e amor

Funcionária mais antiga da Santa Casa é um anjo sempre presente na maternidade

8 Mar2018Valdelice Bonifácio14h00
Vandeca começou a trabalhar na Santa Casa aos 13 anos de idade e nunca trocou de emprego (Foto: Marco Miatelo)
  • Valdeci Araújo, a Vandeca, atende a recém-nascida Luiza, uma das gêmeas da doceira Patrícia que nasceram na Santa Casa
  • Vandeca começou a trabalhar na Santa Casa aos 13 anos de idade e nunca trocou de emprego (Foto: Marco Miatelo)
  • Vandeca e a pequena Luiza na Santa Casa (Foto: Marco Miatelo)
  • Vandeca ama o que faz e já chorou nas salas de parto (Foto: Marco Miatelo)
  • Patrícia e Luíza, uma das gêmeas que nasceram na Santa Casa (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A maternidade da Santa Casa de Campo Grande tem um anjo bem presente sempre por perto das mamães e bebês, cujo nome é Valdeci Araújo de Souza, uma simpática técnica de enfermagem, também conhecida como Vandeca. Ela é a funcionária mais antiga do hospital e considerada um exemplo de dedicação e amor ao trabalho. "Sou da época em que as freiras administravam a Santa Casa", relembra.

A menina que chegou ali aos 13 anos, ainda na década de 1960, hoje tem 63 e disposição que arranca elogios com frequencia. Vandeca já passou por todos os setores do hospital, mas se apaixonou pela maternidade. "Lidar com as mamães e os bebês é algo que me emociona muito. Gosto de ajudar a amamentar, ensinar a dar banho. As mães de primeira viagem sempre precisam de orientações. Tenho prazer em ajudar", comenta.

A inspiradora história fez com que Vandeca fosse escolhida para figurar entre as entrevistadas para as reportagens especiais do Dia das Mulheres do Diário Digital. Pernambucana, ela veio com a família para o interior de Mato Grosso do Sul bem pequena. Aos 13 anos migrou para Capital para poder estudar. Foi aí que começou a longeva história dela com a Santa Casa.

Vandeca conseguiu uma vaga para estudar no Colégio Auxiliadora e, em contrapartida, passou a ajudar as freiras no hospital. "No início, meu trabalho era dobrar as fraldas e arrumar os pacotes de curativos. Gostei do ambiente hospitalar e fiz cursos de técnica de enfermagem", relata. 

De lá pra cá passaram-se 50 anos e várias gestões diferentes na Santa Casa. Vandeca cresceu, aprendeu e viveu os momentos mais importantes da vida dela no hospital. Ali, conheceu um rapaz que trabalhava no almoxarifado, casou-se com ele e teve dois filhos. Ambos nasceram na Santa Casa. "Aqui também é a minha casa", define.

A técnica em enfermagem revela que os momentos de maior emoção que viveu dentro da Santa Casa foram nas salas de parto do hospital. "Já chorei ao ver criança nascer. É muito forte ver uma vida chegando ao mundo." Vandeca, aliás, fez vários partos no hospital. Nas décadas passadas, havia carência de médicos no Estado, por isso, era comum as próprias enfermeiras fazerem os partos. "Só tenho boas lembranças desta época."

Hoje, Vandeca trabalha nos alojamentos da maternidade, ajudando as mamães no pós-parto. "Tem mãe de primeira viagem que fica desesperada e chora. Aí eu preciso acalmar a mulher, cuidar do bebê e ensinar os procedimentos para ela", destaca.

A doceira Patrícia Rodrigues, 26 anos, não é mãe de primeira viagem, mas precisou do socorro urgente de Vandeca para ajudar com as filhas gêmeas recém-nascidas na Santa Casa. "Saiu um pouquinho de sangue do umbigo, corri atrás dela. Ela veio me acudir. Explicou que isso é normal e me ajudou com tudo. É um alívio tê-la por perto", valoriza.

"É uma função que me faz muito feliz", diz Vandeca. Contudo, ela admite que já se aproxima a hora de se aposentar da função. "O serviço fica mais pesado quando se tem idade. Mas, estou satisfeita. Passei a vida fazendo algo que gosto."

A maternidade da Santa Casa realiza de 10 a 15 partos por dia.

Veja Também

Clima Manhãs frias e tardes quentes Dias devem permanecer com temperatura em elevação
Sitiante é autuado por manter macaco-prego em cativeiro
Anvisa suspende venda de fraldas Huggies Turma da Mônica
Colisão frontal mata duas pessoas em rodovia
Simted rejeita proposta feita pela prefeitura de Corumbá
Governo do Estado promove 113 PMs a sargento
Campanha do Agasalho do Judiciário é prorrogada até o dia 10 de julho
Castração de gatos no CCZ deverá ser agendada presencialmente
Empresário sugere proibição de fogos de artifício com ruído
Deficientes poderão ser isentos de taxa de inscrição em concursos