Campo Grande •13 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo do estado - Campanha Mudança 2

Da redação | Quinta, 13 de Abril de 2017 - 15h34Vacinação domiciliar a idosos e pessoas com doenças incapacitantesProjeto de lei assegura imunização domiciliar conforme Calendário Vacinal

(Foto: Reprodução/Internet)

Pessoas idosas ou portadoras de deficiência motora, multideficiência profunda com dificuldade de locomoção e doenças incapacitantes e/ou degenerativas que vivem em Mato Grosso do Sul poderão receber vacina domiciliar. É o que prevê projeto de lei apresentado pela deputada Antonieta Amorim (PMDB), durante a sessão ordinária desta terça-feira (11/4). Pela proposta, fica assegurada a imunização domiciliar conforme Calendário Vacinal fixado pelo Poder Executivo.

"Nosso objetivo é beneficiar, com esse método preventivo, pessoas idosas e portadoras de deficiências física ou mental que possuem mobilidade reduzida, o que as impossibilita de se deslocarem até um dos locais de vacinação", afirmou Antonieta.

"É certo que a garantia à saúde é obrigação do Estado, de forma que cabe a este essa garantia a todos, principalmente aos mais necessitados e com dificuldade ou impossibilidade de locomoção", complementou. O projeto de lei segue para apreciação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), antes da primeira votação em plenário.

Para efeitos da proposta, considera-se pessoa idosa aquela com idade igual ou superior a 60 anos. Deficiência motora é aquela de caráter permanente em nível dos membros inferiores e superiores de grau igual ou superior a 60%, avaliada de acordo com a legislação vigente, desde que a deficiência dificulte a locomoção na via pública sem auxílio ou sem recurso dos meios de compensação, nomeadamente próteses e órteses, cadeiras de rodas, andadores, muletas e bengalas, em caso de deficiência motora em nível dos membros inferiores; a deficiência dificulte o acesso ou utilização dos transportes públicos coletivos convencionais, no caso de deficiência motora em nível dos membros superiores; pessoa com multideficiência profunda, qualquer pessoa com deficiência motora que, além de se encontrar nas condições referidas, esteja enferma cumulativamente de deficiência sensorial, intelectual ou visual de caráter permanente de que resulte um grau de incapacidade igual ou superior a 90%.

Veja Também
Escola pública de Três Lagoas lança de livro de receitas
Professores são premiados por planos de aula com ênfase na educação ambiental
Justiça condena ex-dirigentes da Petrobras por fraudes em contratos
Teste de acuidade visual agora é lei em Campo Grande
Em Corumbá, Secretaria de Educação convoca servidores para atualização cadastral
Pague e leve de chinelos é incentivo à honestidade
Quarta, 13 de Dezembro de 2017 - 12h18Pare-e-siga da CCR MSVia auxilia execução de obras e serviços na BR-163/MS Obras poderão ser interrompidas em caso de chuvas
Quarta, 13 de Dezembro de 2017 - 11h05No STF, Dodge defende que PF não pode firmar acordos de delação premiada Para Dodge, o delegado da PF não teria a prerrogativa de oferecer prêmios ao colaborador
Moradores protestam após isolamento em rodovia
Após denúncia, polícia encontra revólver e pistola com homem
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento