Menu
21 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Saúde Pública

Vacinação contra gripe continua neste domingo em cinco unidades

Sesau montou esquema especial de plantão em cinco unidades de saúde

14 Mai2017Da redação11h50

A Campanha de Vacinação contra a Gripe prossegue até o dia 26 de maio em Campo Grande e em todo o país. Neste domingo (14), a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) montou novamente esquema especial de plantão em cinco unidades de saúde: CRS Nova Bahia, CRS Coophavilla, CRS Tiradentes, CRS Aero Rancho e na Unidade Básica de Saúde (UBS) Coronel Antonino.  A vacinação ocorre de 7h30 as 11h e de 13h as 17h.

Ontem, dia 13 de maio, foi realizado o Dia D da Campanha de Vacinação contra a Gripe na Capital. A SESAU disponibilizou 68 pontos de vacinação para atender à população, sendo duas UPAs: Vila Almeida e Leblon, além do trailer instalado na Praça Ary Coelho – Centro de Campo Grande. O balanço quanto ao número de pessoas imunizadas no Dia D deve ser divulgado somente na segunda-feira (14).

Entre os dias 18 de abril e 10 de maio,  a SESAU imunizou 76.189, conforme Boletim de Vacinação divulgado  na sexta-feira, dia 12, pela Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (CVE).

Desse total, 35.562 são idosos com mais de 60 anos e 20.503 crianças de seis meses a menores de cinco anos. Já as gestantes representam 3.505, púerperas (mulheres até 45 dias após o parto), 778 e os profissionais da saúde somam 9.368 vacinados.

Neste ano o Ministério da Saúde inseriu os professores no grupo de risco e eles já somam 1.750 doses aplicadas. Os indígenas contabilizam 477 pessoas e funcionários do sistema prisional, 51, enquanto que os portadores de doenças crônicas, 4.250.

O Ministério da Saúde recomenda a vacinação para indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior.

Para receber a dose, todos devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira do conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Já os professores devem apresentar um holerite e os documentos obrigatórios para todos do grupo de risco. Os portadores de doenças crônicas precisam apresentar e deixar nas unidades de vacinação, cópia do laudo indicando a doença ou uma receita, ambos com carimbo e assinatura do médico.

Veja Também

Terceira agência digital do País é inaugurada
Projeto proíbe exibição de animais silvestres em zoológicos, aquários e parques
Manutenção do Parque das Nações será feita com veículo elétrico
Prefeitura abre inscrições para desfile cívico de 26 de Agosto
Arraial do Banho de São João começa nesta quinta em Corumbá
Helicóptero da PM transporta peão a Santa Casa
Campo Grande receberá próxima etapa da Copa Truck
Após reportagem, indígenas de Dourados recebem cobertores
Governo divulga nota de pesar pela morte de ex-presidente da Agepen
Trânsito CCR MSVia prossegue com obras na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas