Campo Grande •24 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Águas Guariroba - Orgulho - Melhores empresas, da Águas Guariroba

Da redação | Terça, 18 de Abril de 2017 - 08h45Vacinação contra a gripe começa hoje na CapitalPelo cronograma de vacinação, nesta primeira semana devem ser imunizados profissionais de saúde e crianças menores de 2 anos

(Foto: Divulgação)

A Campanha de Vacinação contra a Gripe começa nesta terça-feira (18) em todas as unidades básicas de saúde de Campo Grande e o objetivo é imunizar a população do grupo de risco. Para melhor esclarecer quem deve tomar a dose, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) publicou um menu informativo no site da pasta.

É importante ressaltar que a vacinação tem inicio amanhã por uma decisão da Sesau para atender protocolo de segurança e verificação das doses que começaram a ser distribuídas às unidades nesta segunda-feira, dia 17. Portanto, não houve nenhum atraso na campanha e tampouco no fornecimento da vacina pelo Estado, cabendo ainda ao município definir a estratégia mais adequada, conforme preconiza o Ministério da Saúde.

Na página oficial da Sesau (www.capital.ms.gov.br/sesau) há na barra de menus um campo específico denominado “Influenza 2017” e nesta aba é possível ter informações como: Quem deve se vacinar?; Documentos exigidos; Cronograma de Vacinação; Locais de Vacinação; Dia D – 13 de maio; e, Informativos.

Pelo cronograma de vacinação, nesta primeira semana da Campanha (18 a 22/04) devem ser imunizados, prioritariamente, os profissionais de saúde e crianças menores de 2 anos. Na segunda semana (24 a 29/04), as gestantes, puérperas e menores de 5 anos podem tomar a dose. A partir do dia 02 de maio, os demais grupos devem tomar a vacina.

Segundo recomendação do Ministério da Saúde (MS), indivíduos com 60 anos ou mais de idade, crianças na faixa etária de 6 meses a menores de cinco anos, as gestantes, as puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e professores (público ou privado) do ensino básico, médio e superior, devem receber as doses.

Para receber a dose, todos os indivíduos do grupo de risco devem apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS) e/ou número prontuário da rede de saúde de Campo Grande (Hygia); documento pessoal de identificação; e, a caderneta de vacinação (caso tenha).

Além dos documentos exigidos para todos, os profissionais de saúde devem apresentar a carteira de conselho ou holerite; as gestantes e puérperas: cartão da gestante, laudo médico ou exames com identificação; e os indígenas: cadastro na SESAI.

Veja Também
Lei que institui parklets em Campo Grande é sancionada
Cinco negócios para investir com pouco dinheiro
Defesa do Consumidor aprova atuação de Procons on-line
Mais de 12 mil alunos da rede municipal participam da Prova Brasil
Área usada como ‘garagem de ônibus’ gera transtornos
Rodoviária é palco da exposição 'Campo Grande - 40 anos de Capital'
Projeto colaborativo combate obesidade na Capital
Turista espanhola é morta por policiais na Rocinha
Últimos dias de pesca nos rios de MS antes do defeso
Servidor estadual terá semana com programação especial
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento