Menu
22 de agosto de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Saúde

Usar o micro-ondas retira os nutrientes dos alimentos?

Todo método de cozimento resulta na perda de alguns nutrientes, seja pela temperatura, tempo de cozimento ou quantidade de líquido utilizado

10 Ago2019Da redação11h23

Esquentar comida ou até mesmo preparar receitas no micro-ondas são coisas que já fazem parte do cotidiano de muitas pessoas, pois contribui para a otimização do tempo da correria do dia a dia. Entretanto, há boatos de que esse eletrodoméstico retira muitos nutrientes dos alimentos.

Segundo especialistas, todo método de cozinhamento resulta na perda de nutrientes, seja no micro-ondas, forno, grelha ou imersão na água. Sendo assim, sempre que um alimento é esquentado, há alguma alteração em sua composição.

Algumas substâncias se perdem no cozimento, enquanto outras ficam mais fáceis de serem absorvidas pelo organismo. Portanto, o micro-ondas não provoca uma perda significativa dos nutrientes e, em alguns caso, pode até preservar melhor algumas dessas substâncias. 

A temperatura do preparo é uma das questões mais importantes quanto à diminuição dos nutrientes -- quanto mais calor, maior é a perda. Além disso, o tempo de cozimento e a quantidade de líquido usado para cozinhar também devem ser levados em consideração, pois, quanto mais tempo o alimento é cozido, maior é a perda também, assim como quanto menos água, menos nutrientes são perdidos.

O aquecimento no micro-ondas acontece pela interação entre as ondas emitidas pelo aparelho e as moléculas de água presentes nos alimentos -- onde as moléculas absorvem a onda e resultam em calor. Sendo assim, como cozinhar nesse eletrodoméstico requer pouco ou nenhum líquido, a temperatura aumenta de forma mais uniforme e a comida fica pronta mais rapidamente, resultando na pouca perda de nutrientes.

Portanto, não há interferência do micro-ondas quanto à perda de nutrientes. Mas, a maior mudança que o alimento sofre nesse aparelho é em relação à desidratação, visto que as moléculas de água saem da comida durante o processo de ebulição, tornando o prato menos suculento. 

Veja Também

ALMS derruba veto e insenção em concurso para mesários continua
Ibama pretende monitorar desmatamento
Sejusp fecha fronteira e apreende sete toneladas de drogas
Agehab notifica beneficiários de Corumbá por inadimplência
Praça dos imigrantes terá um canto às mulheres
Rampa para desembarque de barcos está sendo construída
Bolsonaro volta a dizer que ONGs podem estar por trás de queimadas
Motociclista se surpreende ao avistar onça-pintada
Bombeiros fazem alerta sobre dias de tempo seco
Feriado do Servidor Público é transferido para o dia 10 de outubro