Campo Grande •23 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
ALMS - Gestão para Pessoas

Da redação | Domingo, 10 de Setembro de 2017 - 07h34UFMS reduz em dois mil o número de vagas ociosas na graduaçãoNo final de 2016, universidade tinha 5.200 vagas ociosas nos cursos de graduação

(Foto: Divulgação)

Com investimento em estratégias de preenchimento de vagas ociosas, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) reduziu ao longo do ano letivo 2017 duas mil vagas não ocupadas em seus 113 cursos presenciais de graduação.

O ingresso na UFMS pode ocorrer por vários processos: Sistema de Seleção Unificado (SiSU), vestibulares, transferências de outras instituições de ensino superior, por meio de programa de mobilidade ou intercâmbio ou por ingresso de portador de diploma de curso do ensino superior.

No final de 2016, a UFMS tinha cerca de 5.200 vagas ociosas nos cursos de graduação e uma taxa de ocupação de 85%, números equivalentes ao ano de 2015. Em ambos os anos, a UFMS alcançava cerca de 16.500 alunos matriculados.

Em 2017, após a realização do processo seletivo para o ingresso regular, por meio do SISU, a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), visando à melhoria da taxa de ocupação, publicou o edital para preenchimento de vagas ociosas, nas modalidades transferência de cursos de outras instituições nacionais de ensino superior de graduação, ingresso de portador de diploma de graduação e acrescentou o ingresso de estrangeiros portadores de visto de refugiado, humanitário ou reunião familiar.

Em apenas 6 meses, o número de vagas ociosas foi reduzido em um terço. Passou de 5.200 para 3.200 vagas ociosas. Essa redução foi alcançada tanto pelo processo seletivo regular (800), quanto pelo de transferência externa (1.200). Para o Pró-Reitor de Graduação, professor Ruy Alberto Caetano Corrêa Filho, os dois processos seletivos contribuíram para a melhoria da taxa de ocupação das vagas, que subiu para 94%. “Hoje temos matriculados quase 19 mil alunos, um grande avanço, mas queremos melhorar ainda mais esse número, reduzindo para metade, o número de vagas ociosas na UFMS”, declarou.

Para Ruy, essa melhoria foi construída com a colaboração de todas as unidades. “Para colocar mais alunos, manter esses alunos e aumentar o índice de conclusão de cursos, dependemos do esforço de todos os envolvidos: professores, coordenadores e diretores”, avaliou. “Estamos todos trabalhando para manter a qualidade dos cursos, melhorar os números da UFMS e usar melhor, e com responsabilidade, os recursos públicos investidos aqui”, finalizou o Pró-Reitor.

Veja Também
Trump pagará muito caro por ameaças, diz líder norte-coreano
Primavera será quente, mas trará chuvas ao Estado
Centenas são atendidas em comemoração ao Dia do Marca-passo
Óleo de cozinha usado pode ser deixado em mercados
Conselho recorre de decisão que libera psicólogos a oferecer reorientação sexual
Agências bancárias na Capital são autuadas por demora em fila
Lei proíbe uso de capacete em locais abertos ao público
Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 12h06CCR MSVia destaca operações pare-e-siga na BR-163/MS Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem
Sexta, 22 de Setembro de 2017 - 11h24Prefeitura abre processo seletivo simplificado para serviços em cemitérios públicos Inscrições começam na próxima segunda-feira (25.09)
Decreto presidencial prorroga concessões de usinas hidrelétricas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento