Menu
19 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
II Congresso de Empresas Familiares
Dourados

Uems lança primeira edição da Revista Barbaquá, de Extensão e Cultura

Proposta para a edição de lançamento foi trazer o aspecto histórico

27 Jul2017Da redação13h05

A Pró-reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proec), da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), lança a primeira edição da Barbaquá, Revista de Extensão e Cultura, que tem por finalidade divulgar os resultados das atividades de extensão universitária, da sua articulação com o ensino e da transferência do conhecimento e da tecnologia para a sociedade provenientes da pesquisa.
A Revista é totalmente voltada para assuntos de extensão e cultura, com edições semestrais on-line. De acordo com a Pró-reitora de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários, Márcia Alvarenga, o objetivo é divulgar ações não só da Uems, mas também de outras instituições tanto de Mato Grosso do Sul quanto de outros locais.
A Revista é totalmente voltada para assuntos de extensão e cultura, com edições semestrais on-line.
“Para este primeiro número foi feito o convite para algumas pessoas, então temos artigos de São Paulo, Minas Gerais, dois artigos da Uems e os demais são externos. O objetivo é que consigamos também que extensionistas de outras instituições publiquem na nossa revista”, ressaltou Márcia.
A proposta para a edição de lançamento foi trazer o aspecto histórico, como está evidenciado no artigo da professora Márcia Medeiros, da Uems, que explana sobre o que é extensão, seu significado e como ocorre no Brasil.
Os autores Fabíola Renata Caldas Tomasini, Wagner Vieira Oliveira, Rosilda Mara Mussury Franco e Silva, Juliana Rosa Carrijo Mauad, da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), falam sobre a contribuição da extensão na região da Grande Dourados.
O artigo do professor Alfredo Almeida Pina-Oliveira, da Universidade de Guarulhos (UNG), trata sobre a translação do conhecimento, “pois este é o papel da extensão, é levar o conhecimento científico para a sociedade, para a comunidade – socializar o conhecimento científico – para que ela possa ter seus benefícios”, explicou a pró-reitora.
Já texto do professor Elias Evangelista Gomes, da Universidade Federal de Alfenas, de Minas Gerais, discorre sobre a política de cultura, pois segundo a Pró-reitora, Márcia Alvarenga, a universidade além de levar a parte científica, também deve levar a parte cultural para a sociedade.
Os autores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Suzi Rosa Miziara Barbosa, Camilia Polisel Guimarães, Ramon Moraes Penha e Eduardo Ramirez Meza, tratam de uma ação específica, que é a Universidade Aberta para a Pessoa Idosa, assim como o artigo de Aline Saddi Chaves e Paulo Rafael de Almeida Ramos, da Uems, que discute sobre o Núcleo de Ensino de Línguas. “São formas de atender a comunidade e trazê-la para dentro da universidade. Pois é preciso entender que extensão não é só a gente ir para fora, mas também trazer a sociedade para dentro”, ressalta Márcia Alvarenga.

Veja Também

Poder Público ocupará vagões na Orla Ferroviária
MPE tenta garantir a proteção do idoso no momento da internação
Acadêmicos da UFMS devem se cadastrar para passe do estudante a partir do dia 20
Fazendeiro é multado em R$ 47 mil por desmatamento
Ministro da Segurança anuncia Fronteira Segura
Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde
Morte Garoto de 12 morre em acidente Carro da família colidiu de frente com ônibus
Campo Grande terá 36° de calor
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos