Menu
22 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Semana da Conciliação

Justiça do Trabalho fará 1.718 audiências

Juízes trabalhistas se preparam para solucionar milhares de processos

19 Mai2017Laureano Secundo09h58

A Justiça do Trabalho espera solucionar milhares de processos por meio de acordos entre patrões e empregados durante a Semana Nacional da Conciliação Trabalhista, que será realizada de 22 a 26 de maio, nos 24 Tribunais Regionais do Trabalho. Em Mato Grosso do Sul, 1.718 audiências foram agendadas para a próxima semana. Em todo o país, são mais de 30 mil processos em pauta.

Empresas e trabalhadores são convocados para audiências, onde já há manifestação de pelo menos uma das partes em conciliar. Assim, uma proposta de acordo é apresentada e as partes decidem se querem ou não encerrar o processo. Todos os acordos são mediados por um juiz ou servidor competente e a homologação é feita pelo juiz do trabalho. O evento, promovido pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho, tem como objetivo finalizar de forma conciliatória processos que estão em tramitação: uma forma mais rápida e eficaz do que a via processual tradicional.
Na Semana Nacional da Conciliação Trabalhista do ano passado, as 26 Varas do Trabalho de Mato Grosso do Sul e o Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região conseguiram o pagamento de direitos trabalhistas no valor de R$ 8 milhões, com um índice de acordo de 40%. Ao todo, 562 processos que tramitavam em Primeiro e Segundo Graus foram solucionados e 3.331 pessoas foram atendidas.
Este ano, a campanha tem o slogan "Para que esperar, se você pode conciliar". Desde 2015, a Justiça do Trabalho, por meio da Comissão Nacional de Promoção à Conciliação, promove campanhas como a Semana Nacional de Conciliação Trabalhista com o intuito de conscientizar e estimular empresas e trabalhadores a optarem pelo diálogo ao invés de uma ação judicial - o objetivo é que patrões e empregados firmem acordos e solucionem seus litígios trabalhistas, reduzindo o número de processos que tramitam nos tribunais e varas.

Veja Também

Ação prende condutor embriagado e autua 154
Ministério da Educação e FNDE fazem pesquisa sobre transporte escolar
Ministério Público investiga falhas em Hospital de Sonora
Comissão aprova crime de importunação sexual no Código Penal
Aprovado projeto que dobra gratificação de secretários de escola
Aeronaves do Estado são vistoriadas pelo MPE
Telemarketing pedirá ajuda para Cotolengo
MPE se posiciona sobre acidente entre ônibus e trem
Prefeitura de Corumbá anuncia expediente especial nos dias de jogos do Brasil
Dentistas aguardam proposta salarial para decidir sobre greve