Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Saúde

Tendinite nos pés? Entenda como acontece e como identificar o problema

Causas mais comuns da tendinite nos pés são bastante presentes no dia a dia

17 Abr2018Da redação16h07

A tendinite é um problema mais comum do que se imagina, e, além de ter uma incidência crescente nas mãos por conta dos hábitos tecnológicos atuais, também é bastante frequente nos pés. A tendinopatia dos pés pode ter diversos fatores desencadeantes, como a prática de esportes de alto impacto, os movimentos repetitivos, o uso constante de calçados de salto, entre outros. Todos eles causam inflamação local, desencadeando a tendinite. 

Tendinite nos pés: identificando e tratando

As causas mais comuns da tendinite nos pés são bastante presentes no dia a dia das pessoas acometidas pela doença. Entre as principais estão:

Traumas: pancadas, torções, quedas e fraturas podem desencadear a tendinite.

Sobrecarga: muito comum sobretudo em indivíduos que praticam atividades esportivas ou passam o dia em pé ou caminhando por longas distâncias. 

Biomecânica: a pisada “para dentro”, ou pisada pronada, é uma das causas de tendinite nos pés. A ausência de curvatura na sola acaba forçando a estrutura e causando a inflamação. 

Doenças autoimunes: na presença das patologias autoimunes, o próprio corpo desencadeia a inflamação no tendão. 

A dor é um dos principais sintomas, bem como a rigidez do pé e o inchaço. Pode ocorrer enfraquecimento da musculatura da panturrilha e espessamento do tendão. Ao surgimento de um ou mais de um desses sinais é preciso buscar auxílio médico para o correto diagnóstico e subsequente tratamento para alívio das dores e demais incômodos. 

O tratamento é diferente para cada quadro específico. Fisioterapia, uso de medicamentos e repouso são alguns dos recursos médicos utilizados para tratar a tendinite. 

É possível adotar algumas condutas preventivas, que reduzem a possibilidade do aparecimento da doença. A utilização de palmilhas específicas para equilíbrio da curvatura do pé e de calçados adequados, a prática de alongamentos diários, pausas para relaxar os tendões e a prática orientada de atividades físicas para fortalecimento muscular são algumas das opções. 

Veja Também