Menu
27 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Campo Grande

Supermercadistas e empregados voltam a discutir salário na segunda

Comerciários rejeitaram a oferta de R$4,95 oferecida pelos patrões

14 Abr2017Da redação18h18

Empregados em supermercados e empresários voltam a se reunir nesta segunda-feira (10) em Campo Grande, numa segunda tentativa de fechar a Convenção Coletiva de Trabalho 2017/18, que esbarrou este ano no percentual de reajuste de R$4,95 oferecido pela classe patronal. Os comerciários rejeitaram a oferta.

A assembleia foi convocada pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Campo Grande – SECCG, entidade que representa os comerciários de supermercados.

“Queremos não só as perdas para o acumulado da inflação no período que antecede a data base, de acordo com o INPC, como também um ganho real para todos os salários dos trabalhadores que integram esse setor nos supermercados. Isso é o mínimo que os donos de supermercados devem a seus empregados”, afirmou Idelmar da Mota Lima, presidente do sindicato.

A segunda rodada de negociação entre as duas categorias será pela manhã na sede do sindicato patronal. A posição da classe patronal será divulgada em nova assembleia geral dos comerciários na quarta-feira.

Veja Também