Menu
21 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Tecnologia

Sorteio online de casas é 100% auditável

Tecnologia criada por empresa da Capital garante praticidade para o cidadão e setor da Habitação

8 Jul2019Valdelice Bonifácio14h14
Jaqueline Camondy, analista de negócios da Digix (Foto: Marco Miatelo)
  • Se sorteio for realizado novamente usando as mesmas variáveis, resultado será o mesmo
  • Jaqueline Camondy, analista de negócios da Digix (Foto: Marco Miatelo)
  • Sorteio dos apartamentos foi realizado na presença de cinco mil pessoas em 29 de junho na Capital (Foto: Gabriel Torres)
  • Software pode realizar diversos tipos de processos seletivos para programas habitacionais, explica Jaqueline (Foto: Marco Miatelo)
  • População também pode atualizar o cadastro pelo próprio sistema (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)
  • (Foto: Gabriel Torres)

A distribuição de moradias do Programa Minha Casa Minha Vida, em Mato Grosso do Sul, deu um passo inédito com o sorteio online que definiu 1,8 mil beneficiários em dois minutos e 40 segundos.  O sorteio foi realizado diante de cinco mil pessoas na quadra da Escola Estadual Joaquim Murtinho, no Centro da Capital, na manhã de 29 de Junho.

 A tecnologia empregada é um software chamado Habix, desenvolvido por uma empresa de Campo Grande, a Digix, que já atende demandas da Agência Estadual de Habitação (Agehab) há 15 anos. Neste período, a empresa aperfeiçoou o produto até que ele estivesse no atual patamar, sendo capaz de receber as inscrições, separar conforme os critérios do governo federal e sortear, tudo sem qualquer interferência humana.

No processo antigo, o sorteio era manual. Os servidores precisavam separar os nomes dos habilitados pelas prioridades e critérios, recortar os papéis, organizar as urnas, entre outras ações. Outro avanço diz respeito ao tempo de divulgação do resultado que também era mais demorado. Desta vez, minutos após o encerramento da solenidade, a lista dos contemplados já estava disponível no site da Agehab, na internet.

“A população ganhou em transparência e agilidade. O sorteio é rápido. Em minutos, a gente conheceu todos os contemplados. Além disso, o sistema é 100% auditável.  Se usarmos as mesmas variáveis e realizarmos o sorteio novamente, o resultado será o mesmo”, detalhou Jaqueline Camondy, analista de negócios da Digix em entrevista ao Diário Digital.

Segundo ela, o processo seletivo eletrônico tem como base a Portaria no 163, que instituiu o Sistema Nacional de Cadastro Habitacional (SNCH) e aprovou o Manual de Instruções para Seleção de Beneficiários do Programa Nacional de Habitação Urbana (PNHU), no âmbito do Programa Minha Casa, Minha Vida. 

Para a realização do sorteio foram consideradas duas variáveis: o número do primeiro prêmio da Loteria Federal do sábado anterior à data do sorteio  e a quantidade de pessoas habilitadas para o sorteio. Trata-se de uma tecnologia de aleatoriedade que garante a auditoria.

Todo o cadastramento fica armazenado no sistema. Se candidato não se encaixou no sorteio passado, ele poderá ser habilitado para os próximos. No sorteio do dia 29, as famílias foram contempladas com apartamentos no Condomínio Residencial Portal das Laranjeiras; Condomínio Residencial Sírio Libanês I, II e III; Residencial Jardim Aero Rancho 7 e Residencial Jardim Aero Rancho 8.

Por meio do sistema, o setor da Habitação pode realizar levantamento das demandas por moradias, analisar e classificar as famílias interessadas segundo os critérios e prioridades definidos em lei, entre outras ações. A maior praticidade, contudo, é para o cidadão. O candidato pode se inscrever para os programas habitacionais de forma online (pelo celular, pelo computador, entre outros dispositivos), sem precisar se deslocar para um posto de atendimento presencial. A atualização do cadastro, quando solicitada, também pode ser feita pelo sistema.

O software pode realizar diversos tipos de processos seletivos para programas habitacionais, cada processo é pautado por uma legislação específica.

Outros softwares - A Digix criou ainda outros softwares que ajudam o governo estadual na gestão de recursos, processos governamentais, convênios públicos e outros. Um deles é o Cheff Escolar, um software que faz a gestão dos recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), administrando todas as etapas do processo da merenda escolar, desde a elaboração dos cardápios, contratação de fornecedores via licitação, até a prestação de contas, garantindo um processo mais ágil, eficaz e transparente.

Veja Também