Campo Grande •26 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo -  MS Desenvolve

Valdelice Bonifácio | Sexta, 10 de Março de 2017 - 14h52Sindicatos acamparão em frente às casas de políticosAcampamento faz parte dos protestos contra Reforma da Previdência Social

(Foto: Divulgação/Agência Brasil)

Sindicalistas decidiram acampar em frente às residências de parlamentares federais de Mato Grosso do Sul. A atitude é um protesto contra a proposta de Reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional e que tem apoio de parte da bancada federal do Estado. O primeiro alvo deverá ser a residência do deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS), em Campo Grande. O parlamentar é presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência.

Os organizadores do movimento estão definindo as datas para começarem os acampamentos. Segundo eles, a atitude é uma pressão para que os parlamentares votem de acordo com a vontade popular. “E não dos governantes e políticos como vem acontecendo há décadas no Brasil. Uma vergonha! Basta! o povo exige respeito”, afirma Idelmar da Mota Lima, presidente da Força Sindical regional MS.

A Reforma da Previdência mobiliza várias categorias profissionais. Os professores da rede estadual de Mato Grosso do Sul e de vários municípios decidiram aderir à greve nacional da categoria que começará no dia 15 de março e é por tempo indeterminado.  

Reforma - Atualmente não há idade mínima para a aposentadoria por tempo de contribuição. São necessários 35 anos de recolhimento para homens e 30 para mulheres. Já para se aposentar por idade, hoje é necessário ter pelo menos 15 anos de recolhimento e 65 anos de idade para os homens e 60 para as mulheres.

Com a Reforma da Previdência quem quiser se aposentar precisará ter pelo menos 65 anos, tanto para homens quanto para mulheres e 25 anos de recolhimento, porém, para receber 100% no benefício serão necessários, na prática, 49 anos de recolhimento.

O governo federal alega que a Previdência é deficitária e que a Reforma é necessária para equilibrar as contas.

(Com informações da assessoria de imprensa da central sindical)

Veja Também
Terça, 26 de Setembro de 2017 - 06h38Previsão de chuvas para a tarde Expectativa é que ocorram chuvas isoladas em Campo Grande
Univesidades promove conscientização sobre o suicídio nesta terça-feira
Prevenção e erradicação do trabalho infantil são tema de seminário
Ex-gerente da Petrobras é condenado a mais de 15 anos de prisão
Carreta da Justiça atende comarca de Paraíso das Águas de 2 a 5 de outubro
Como proteger as crianças de acidentes domésticos
Horário de verão começa no do dia 15 de outubro
Em Dourados, mais um acesso à BR-163 é reaberto
Telhado de almoxarifado municipal de Três Lagoas desaba
Dinheiro de penas financia construção de quartos para idosos hansenianos
Square Noticias UCDB
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento