Menu
7 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campo Grande

Servidores municipais trabalharão divididos em dois turnos

Medida foi adota para evitar aglomerações nos órgãos públicos

23 Mai2020Da redação11h20

A Prefeitura de Campo Grande publicou na sexta-feira (22), em edição extra do Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), o Decreto n.14.319, de 22 de maio de 2020, que revoga o Decreto n. 14.317, de 20 de maio de 2020, e estabelece jornada especial e temporária de trabalho nas repartições públicas do Município de Campo Grande, como continuidade às medidas de combate ao covid-19.

Neste sentido, conforme a publicação, o expediente nas repartições públicas do Município de Campo Grande/MS, no período compreendido entre os dias 25 de maio a 9 de junho de 2020, será dividido em dois turnos, sendo o primeiro das 7h30min às 13h30min e o segundo turno das 13h30min às 19h30min.

Para evitar maiores aglomerações os órgãos municipais deverão dividir suas equipes igualitariamente, de forma que 50% labore no primeiro turno e o restante no segundo.

Permanecerá o regime de teletrabalho obrigatório para os servidores efetivos e comissionados que se enquadrem nas seguintes condicionantes: possuam doenças cardiovasculares ou pulmonares; possuam imunodeficiência de qualquer espécie; transplantados; maiores de 60 anos; gestantes e lactantes; que apresentam os sintomas da doença transmitida pelo vírus COVID-19.

Os servidores efetivos e comissionados que se enquadrem nas condicionantes descritas acima deverão apresentar os documentos comprobatórios ao RH do órgão/entidade de origem.

O regime de teletrabalho não se estenderá aos servidores que porventura convivam com pessoas que se enquadrem nos grupos de risco.

A execução do regime em teletrabalho consistirá no desenvolvimento, durante o período submetido àquele regime, das tarefas habituais e rotineiras desenvolvidas pelo servidor, quando passíveis de serem realizadas de forma não presencial, ou de cumprimento de plano de trabalho ou tarefas específicas, de mensuração objetiva, compatíveis com as atribuições do cargo ocupado pelo servidor, de sua unidade de lotação e com o regime não presencial.

 

O regime excepcional de teletrabalho deverá obedecer às seguintes diretrizes

 

I – O trabalho remoto não constitui direito subjetivo do servidor, efetivo ou comissionado, e poderá ser revogado a qualquer tempo a bem do serviço público;

 

II – O servidor efetivo ou comissionado, em regime excepcional de trabalho remoto, deverá manter-se disponível e acessível durante todo o horário de sua jornada de trabalho, pelos meios usuais de comunicação, realizando em seu computador pessoal, as tarefas designadas pela sua chefia imediata;

 

III – O regime excepcional de trabalho remoto não enseja qualquer tipo de ressarcimento, indenizações ou compensações;

 

IV – O teletrabalho não implica prejuízo funcional, remuneratório ou previdenciário;

 

V – Metas e atividades deverão ser estabelecidas pela chefia imediata para o efetivo desempenho dos serviços no período do teletrabalho de que trata este artigo;

 

VI – O controle acerca da produtividade dos servidores que atuarem em regime excepcional de trabalho remoto ficará sob a responsabilidade da chefia imediata.

 

Conforme a publicação, as disposições do decreto aplicam-se ao órgão central administrativo da Secretaria Municipal de Educação, que deverá disciplinar por ato próprio a regulamentação da jornada especial nas unidades da REME.

As disposições deste Decreto não se aplicam às áreas de saúde, segurança, assistência social e fiscalização que estejam atuando no combate ao covid-19.

Veja Também

Como prevenir acidentes com eletricidade em dias de chuva
PMA apreende 1.000 metros de redes de pesca
Live arrecada alimentos e fraldas para entidades sociais de MS
MS terá mais um fim de semana de temperaturas amenas
Confira passo a passo para obter licenciamento através de aplicativo
Blitz sanitárias abordaram mais de 2,8 mil na Capital
Política de gestão das águas tem adesão de 431 indústrias em MS
TJMS altera competência de varas cíveis de Campo Grande
Com o tema ´Fogo Mata´, Reflore/MS lança campanha contra incêndios
Piscinas públicas da Capital voltam a funcionar em Agosto