Menu
16 de outubro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner SEGOV - Campanha JUNTA DIGITAL
Educação

Servidores da UFMS param em protesto dia 23 de maio

Paralisação de advertência é em protesto à falta de reposição das perdas salariais da categoria

15 Mai2018Da redação13h32

Trabalhadores da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS fazem uma paralisação de advertência no dia 23 de maio em protesto à falta de reposição das perdas salariais da categoria; Por mais verba para a educação; Contra as reformas e contra a ameaça de extinção de carreira na universidade, além de outras ameaças que pairam sobre a cabeça dos servidores. O movimento está sendo organizado pelo sindicato da categoria, o SISTA-MS.

De acordo com informações do coordenador geral da entidade, Waldevino Mateus Basílio, os servidores ativos e até os inativos (aposentados e pensionistas) estão sendo convocados para uma assembleia geral extraordinária do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (SISTA-MS) para esta quinta-feira, dia 17 , às 9h no Anfiteatro do FAALC da UFMS (antigo anfiteatro do CCHS), para deliberarem sobre a seguinte pauta:

A paralisação do dia 23 de maio; Revisão dos valores do Processo dos 47,94%; Processo dos 28,86% (Sentença  para quem não fez acordo) e também sobre as 30 horas e ponto eletrônico.

“Esperamos o comparecimento maciço de trabalhadores nessa nossa assembleia geral, pois precisamos somar forças para avançarmos nas melhorias em benefício de todos”, afirmou a servidora do Hospital Universitário, Cleo Gomes, coordenadora geral do SISTA-MS.

Basílio também reforça a necessidade da presença de servidores nessa assembleia geral para discussão e união de todos em torno dos objetivos que forem estabelecidos. “Unidos podemos avançar nas conquistas e impedir que sejamos prejudicados”, argumentou.

Veja Também

Clima Altas temperaturas e chuva prosseguem em MS Céu nublado em algumas regiões e chuvas em áreas idoladas
Mutirão em Água Clara consegue a baixa de 1.540 processos
Faltam 15 dias para o desligamento do sinal analógico de TV
Fazendeiro é multado por derrubar árvores nativas para plantar lavoura
Ação de combate à sífilis será realizada na Praça Ary Coelho
Projeto  UFMS vai à escola retoma atividades na Capital
Período chuvoso reacente alerta contra Aedes aegypti
Jacarés serão removidos de lagoa no interior de MS
'Esperava condenação maior', diz vítima
Em MS CCR MSVia prossegue com obras e serviços na BR-163/MS Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem