Menu
24 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Transporte

Serviço de Uber não terá limite em Campo Grande

Comissão decidiu sobre liberação do serviço sem limites por maioria de votos

13 Abr2017Valdelice Bonifácio13h33
(Foto: Marlon Ganassin/Prefeitura de Campo Grande)
  • (Foto: Marlon Ganassin/Prefeitura de Campo Grande)

Serviços de transporte por aplicativos, como o Uber, não terão limite de quantidade em Campo Grande. A decisão é da comissão criada para tratar do assunto que, na noite de quarta-feira, 12 de abril, deliberou sobre o assunto. O prefeito Marquinhos Trad (PSD) participou.

A comissão é formada por vereadores, representantes dos taxistas, mototaxistas e representantes dos aplicativos. A decisão de não impor uma quantidade de veículos que atuarão por aplicativos foi tomada por maioria de votos, sendo oito a favor e cinco contrários.

No dia 25 de fevereiro, a prefeitura publicou decreto limitando em 490 o número de profissionais que poderiam atuar no serviço de transporte por aplicativos. Porém, dias depois, o prefeito anunciou que ampliaria o número para 980 de moto que cada titular pudesse ter um auxiliar.

A medida não agradou aos motoristas que prestam serviço por aplicativo. A categoria, inclusive, ameaçava ir à Justiça contra a limitação, pois desejavam um mercado livre. O prefeito então criou a comissão para discutir o assunto. Agora, será necessário baixar um novo decreto com regras para a atividade.

Para o procurador jurídico, Alexandre Santana, é dever da prefeitura zelar pela segurança dos usuários e motoristas. “Nós estamos conduzindo a formulação do decreto com a participação de todas as partes.”

Para o vereador e presidente da Comissão de Transportes e Trânsito, Júnior Longo, a regulamentação do transporte individual de passageiros é necessária. “Estamos discutindo todos os itens para formular um decreto que favoreça todas as partes, usuários e transportadores”.

A reunião contou com a presença do vereador Vinícius Siqueira, Willian Maksoud, do diretor-presidente da Agetran, Janine de Lima Bruno, diretor-presidente da agência de regulação, Vinícius Campos; diretor presidente da Agência de Tecnologia e Informação, Paulo Cardoso; secretário de Governo e Relações Institucionais, Antônio Lacerda.

(Com informações da assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande)

Veja Também