Menu
21 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Política

Senador defende juízes e advogados no mesmo nível em salas de audiência

Parlamentar sul-mato-grossense relatou proposta que defende igualdade no Judiciário

11 Set2019Da redação19h40

O senador Nelsinho Trad (PSD/MS) apresentou nesta manhã o relatório para aprovação do projeto de lei 3528, de 2019, de autoria do deputado federal Carlos Bezerra (MDB/MT) que prevê normas sobre a posição topográfica dos advogados durante audiências de instrução e julgamento. “Defendo o tratamento igualitário no Poder Judiciário, conforme a lei da isonomia na Constituição Federal”, afirmou o senador Nelsinho Trad.

No projeto, se altera o artigo 6º da Lei nº 8.906, de 4 de julho de 1994, que dispõe sobre o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Assim, ficarão estabelecidas normas sobre a posição topográfica dos advogados durante audiências de instrução e julgamento. “Nos procedimentos de jurisdição contenciosa ou voluntária, os advogados do autor e do requerido devem permanecer no mesmo plano topográfico e em posição equidistante em relação ao magistrado que as presidir,” citou o relator do projeto, Nelsinho Trad, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Após a leitura da proposta, o senador Rogério Carvalho (PT/SE) declarou apoio a alteração. “O advogado, o promotor e o juiz devem ter as mesmas prerrogativas no processo, não pode ocorrer desrespeito a função. Eu sou médico e parabenizo o senador Nelsinho, também, médico por ser o relator desse projeto, não há garantia de direito sem isonomia de condição de defesa”, enfatizou.

Para a presidente da CCJ no Senado, senadora Simone Tebet (MDB/MS) o projeto não é para o advogado e, sim, “à defesa do defensor”. “Parabenizo o senador Nelsinho Trad, é de grande relevância os princípios que devem ser preservados”, destacou a senadora.

O relatório foi aprovado pela comissão com elogios dos advogados da CCJ, além da senadora Simone, o senador de Minas Gerais, Rodrigo Pacheco, enalteceu esse parecer. Agora, segue para discussão no plenário. Caso seja aprovado, deverá retornar à Câmara federal para se tornar lei.

 

Veja Também

Unidade do Fort Atacadista comemora aniversário com ofertas
Em prol do Dia da Árvore loja distribui mudas em Dourados
Polícia Militar Ambiental resgata gambá de incêndio na Capital
Campanha Setembro Verde une áreas da saúde e das artes no MARCO
Loja de Campo Grande realiza desfile em prol das onças pintadas
Capital tem chuva rápida em várias regiões
Deputado Eduardo Rocha solicita melhorias na BR-262
Influenciadores são entrevistados na Rede MS
Capital recebe melhor conceito em turismo
Secretaria de Saúde divulgada horário de funcionamento de unidades vinculadas