Menu
24 de abril de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Fronteira

Secretário Antidrogas virá a MS após feriado da Páscoa

Objetivo da visita é debater segurança na fronteira

15 Abr2019Da redação15h31

O Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, virá a Mato Grosso do Sul após o feriado de Páscoa, em data a ser definida, para discutir a segurança na fronteira do Estado. A vinda de Beggiora foi articulada durante uma audiência entre o deputado estadual Marçal Filho e o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de MS, Antonio Carlos Videira.

A audiência, que contou com a participação do Comandante-Geral da PMMS, Coronel Waldir Ribeiro Acosta, foi agendada pelo deputado para tratar de uma série de questões que envolvem a segurança na faixa de fronteira de Mato Grosso do Sul com Paraguai e Bolívia, para conter e combater o crime organizado e o tráfico de drogas e armas, além do contrabando e roubo de cargas e veículos.

Marçal Filho mostrou preocupação sobre a grande quantidade de veículos nos pátios do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito) e a morosidade da alienação de automóveis apreendidos pela polícia em crimes de narcotráfico. Esses veículos ficam por muito tempo parado nos pátios e quando são colocados à venda por meio de leilão, geralmente estão deteriorados em razão da ação do tempo.

Durante a audiência, o secretário estadual Carlos Videira entrou em contato, por telefone, com o secretário nacional Antidrogas Luiz Roberto Beggiora e teve a confirmação que haverá uma política de reestruturação do processo de venda, dando uma maior agilidade, transparência e publicidade para que os bens não percam seu valor econômico e haja um maior número de interessados em sua compra. Essa é uma proposta que também vem sendo defendida, inclusive, pelo ministro de Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, que estuda modelos existentes em outros países que criaram uma agência de gestão e recuperação de ativos apreendidos e confiscados.

Com os pátios de veículos apreendidos lotados em todo o Estado, o Detran-MS passou a credenciar no início deste ano empresas privadas para oferecer o serviço de depósito e guarda de veículos automotores. Atualmente, há pouco mais de 48 mil veículos apreendidos em pátios no Mato Grosso do Sul, sendo mais de 19 mil apenas na Capital. Desse total, cerca de 3 mil foram apreendidos em razão de crimes de narcotráfico e se deterioram nos pátios.

Para Marçal Filho, a vinda do secretário Beggiora é o primeiro passo para ampliar as discussões sobre uma série de questões de segurança na fronteira. "Quero somar os esforços ao trabalho que o governador Reinaldo Azambuja e as forças de segurança pública já vêm fazendo no Estado. Por isso vamos cobrar o governo federal de forma que ele esteja mais presente em Mato Grosso do Sul", diz o deputado. Por causa da falta de investimento nos últimos anos nas Polícias Federal e Rodoviária Federal, coube às forças estaduais, em especial o DOF, a responsabilidade pelas fronteiras do Estado.

Veja Também

Sri Lanka declara estado de emergência
Plataforma para combater violência doméstica é lançada na Câmara
Vale Universidade Indígena abre período de inscrição na próxima semana
Sanesul e Águas são convocadas para debater qualidade da água em MS
Fórum de diretores de Campo Grande acontece dia 29 de abril
Agehab notifica beneficiários por inadimplência e ocupação irregular
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento especializado a cinco cidades
TRE-MS faz cadastramento biométrico em Aparecida do Taboado
Governo anula licitação para compra de kit escolar
Estoque de plaquetas está abaixo do limite