Campo Grande •19 de Setembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
ALMS - Gestão para Pessoas

Da redação | Terça, 7 de Fevereiro de 2017 - 13h41Secretaria planeja ações integradas de políticas para mulheresExpectativa é apresentar no mês de março um calendário de atividades

(Foto: Divulgação/Prefeitura da Capital)

Com o desafio de assegurar uma política pública que reconheça e garanta os direitos humanos e a proteção integral da Mulher, a subsecretaria municipal de Políticas para a Mulher (Semu) criou um grupo de trabalho para o desenvolvimento de um plano de ação integrado, que envolverá todas as secretarias, fundações e institutos ligados ao Executivo Municipal. A expectativa é apresentar no mês de março um calendário de atividades.

O primeiro encontro aconteceu nesta manhã, na sede da secretaria, e contou com a presença do secretário municipal de Governo, Antônio Lacerda, da vice-prefeita, Adriane Lopes, da primeira-dama e presidente de honra do FAC, Tatiana Trad e da titular da Semu, Carla Stephanini.

A subsecretária destaca que a equipe está pronta para atender as mulheres de Campo Grande em toda sua diversidade e necessidades. “Vamos desenvolver políticas publicas que respeitem as mulheres e garantam os direitos, e que também promova a cidadania das mesmas em todos seus aspectos. A ideia é criar esse plano transversal de responsabilidade compartilhada pelos distintos órgãos do governo, considerando que a desigualdade de gênero é multidimensaional.  É fundamental essa integração do trabalho, já que a política pública para a mulher faz interface com a saúde, segurança, educação, assistência social, enfim, todos os setores públicos”, explica Carla.

As políticas públicas para as mulheres são o resultado da luta de mulheres, ao longo da história, por direitos e oportunidades para todos e todas, independente de sexo, cor/etnia, religião, orientação sexual ou classe social. A vice-prefeita reforça a importância de uma pasta que cuide exclusivamente das mulheres.

“Essa pasta é fundamental diante da realidade, principalmente, de todos os tipos de violência cometidos contra as mulheres de Campo Grande. É um alto índice hoje e acredito que esta subsecretaria exerce um papel fundamental na reinserção delas à sociedade, oferecendo a ela oportunidade, já que a função dessa unidade é assistir a mulheres em todo o seu contexto de vida”, enfatizou Adriane Lopes.

Tatiana Trad referendou a opinião da vice-prefeita e destacou a experiência da equipe que está à frente da Semu. “Nós estamos bem assessoradas com uma pessoa que tem todo um trabalho e uma história na luta pelos direitos das mulheres, que é a Carla.  Vamos trabalhar juntos e somar com a equipe da Semu para atingir o máximo de mulheres, de acordo com as necessidades de cada uma”.

Veja Também
Terça, 19 de Setembro de 2017 - 06h34Campo Grande pode ter recorde de calor hoje Umidade relativa do ar continua em queda podendo chegar a 15%
Empregados em lotéricas e locadoras querem 15% de reajuste
Workshop de Fotografia aborda modos criativos de configuração
Convênio federal garante internet gratuita em Bataguassu
HU tem o primeiro ambulatório pós-bariátrico do estado
INSS tem R$ 1 bi a receber de bancos por pagamento a segurados já falecidos
Homem pagará R$ 100 mil por manter família em cárcere
Mini Automóveis que fazem você viajar no tempo
Resgatados do tráfico, papagaios lutam para sobreviver
Uma vítima por hora na Capital
Square Noticias UCDB
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento