Campo Grande •28 de Maio de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Terça, 7 de Fevereiro de 2017 - 13h41Secretaria planeja ações integradas de políticas para mulheresExpectativa é apresentar no mês de março um calendário de atividades

(Foto: Divulgação/Prefeitura da Capital)

Com o desafio de assegurar uma política pública que reconheça e garanta os direitos humanos e a proteção integral da Mulher, a subsecretaria municipal de Políticas para a Mulher (Semu) criou um grupo de trabalho para o desenvolvimento de um plano de ação integrado, que envolverá todas as secretarias, fundações e institutos ligados ao Executivo Municipal. A expectativa é apresentar no mês de março um calendário de atividades.

O primeiro encontro aconteceu nesta manhã, na sede da secretaria, e contou com a presença do secretário municipal de Governo, Antônio Lacerda, da vice-prefeita, Adriane Lopes, da primeira-dama e presidente de honra do FAC, Tatiana Trad e da titular da Semu, Carla Stephanini.

A subsecretária destaca que a equipe está pronta para atender as mulheres de Campo Grande em toda sua diversidade e necessidades. “Vamos desenvolver políticas publicas que respeitem as mulheres e garantam os direitos, e que também promova a cidadania das mesmas em todos seus aspectos. A ideia é criar esse plano transversal de responsabilidade compartilhada pelos distintos órgãos do governo, considerando que a desigualdade de gênero é multidimensaional.  É fundamental essa integração do trabalho, já que a política pública para a mulher faz interface com a saúde, segurança, educação, assistência social, enfim, todos os setores públicos”, explica Carla.

As políticas públicas para as mulheres são o resultado da luta de mulheres, ao longo da história, por direitos e oportunidades para todos e todas, independente de sexo, cor/etnia, religião, orientação sexual ou classe social. A vice-prefeita reforça a importância de uma pasta que cuide exclusivamente das mulheres.

“Essa pasta é fundamental diante da realidade, principalmente, de todos os tipos de violência cometidos contra as mulheres de Campo Grande. É um alto índice hoje e acredito que esta subsecretaria exerce um papel fundamental na reinserção delas à sociedade, oferecendo a ela oportunidade, já que a função dessa unidade é assistir a mulheres em todo o seu contexto de vida”, enfatizou Adriane Lopes.

Tatiana Trad referendou a opinião da vice-prefeita e destacou a experiência da equipe que está à frente da Semu. “Nós estamos bem assessoradas com uma pessoa que tem todo um trabalho e uma história na luta pelos direitos das mulheres, que é a Carla.  Vamos trabalhar juntos e somar com a equipe da Semu para atingir o máximo de mulheres, de acordo com as necessidades de cada uma”.

Veja Também
Vídeos
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento