Menu
24 de abril de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Saúde

Campo Grande terá o mosquito do bem

Ministro Luiz Henrique Mandetta anunciou que a Capital receberá o mosquito aedes aegpti geneticamente modificado

15 Abr2019Laureano Secundo10h54

“Com a utilização do mosquito geneticamente  modificado o combate aos focos aedes Aegpty deve se intensificar e fatalmente haverá uma redução de casos de dengue, Chikungunya e da Zika”. Esta foi a afirmação do ministro Luiz Henrique Mandetta ao abrir na manhã de hoje o Seminário . “Atualização em Manejo Clínico da dengue e febre do Chikungunya e no controle vetorial do Aedes Aegypti” que aconteceu no anfiteatro da Escola de Saúde Jorge David Nasser.

Luiz Henrique Mandetta (DEM) adiantou que com a liberação do mosquito modificado nos próximos anos, a previsão é que não haja registro de epidemias. A afirmação do Ministro te como base o resultado experiências  realizada no bairro Jurujuba, em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro em agosto de 2015 e na Ilha do Governador, zona norte do Rio, em 2016, atingiu 90% de sucesso na substituição de mosquitos Aedes aegypti comuns.
A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende e o secretário a municipal de saúde de Campo Grande José Mauro Pinto de Castro Filho também participaram da abertura do seminário. Durante todo o dia tem  palestras de especialistas e pesquisadores de Mato Grosso do Sul, Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais. 
Já o coordenador do WMP (World Mosquito Program) no Brasil,  pesquisador da Fiocruz, Luciano Moreira, falou sobre a utilização do mosquito infectado com Wolbachia em atividade piloto no Rio de Janeiro. O controle biológico é feito com a bactéria Wolbachia, que impede o mosquito transmitir o vírus e é inofensiva aos seres humanos. A substituição dos mosquitos ocorre com o cruzamento entre eles, com a transmissão da bactéria pela fêmea aos seus filhotes.

Veja Também

Sri Lanka declara estado de emergência
Plataforma para combater violência doméstica é lançada na Câmara
Vale Universidade Indígena abre período de inscrição na próxima semana
Sanesul e Águas são convocadas para debater qualidade da água em MS
Fórum de diretores de Campo Grande acontece dia 29 de abril
Agehab notifica beneficiários por inadimplência e ocupação irregular
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento especializado a cinco cidades
TRE-MS faz cadastramento biométrico em Aparecida do Taboado
Governo anula licitação para compra de kit escolar
Estoque de plaquetas está abaixo do limite