Campo Grande •23 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo do Estado - Campanha Mudança - Educação

Da redação | Quarta, 23 de Agosto de 2017 - 07h44Cirurgia aneurisma cerebral menos invasivaProcedimento cirúrgico é inovador em tratamento de doença desafiadora

Nova técnica cirúrgica torna menos invasivas as interveções
Nova técnica cirúrgica torna menos invasivas as interveções (Foto: Divulgação)

A Santa Casa realizou na última semana um procedimento cirúrgico inovador para o tratamento de aneurisma cerebral, com sucesso. A cirurgia neurológica minimamente invasiva acontece a partir de um pequeno corte acima da sobrancelha que possibilita por meio da angiografia o acesso delimitado do processo.

Atualmente o aneurisma cerebral é considerado uma das doenças mais desafiadoras da medicina, pois ocorre no órgão mais delicado do corpo humano – o cérebro. A taxa estimada de ruptura de um aneurisma cerebral é de até 10 casos em 100 mil pessoas ao ano, ou seja, apenas na cidade de Campo Grande temos até 100 casos de ruptura de aneurisma cerebral todos os anos.

Luiz Carlos Telles, 47, teve o diagnóstico de aneurisma cerebral há um ano e seu histórico de tratamento era extenso. “Eu sentia muitas dores, não sabia ao certo do que se tratava até ser diagnosticado com o aneurisma cerebral. Fiz tratamento em outras unidades de saúde e então fui encaminhado para Santa Casa e desta vez com a certeza da cirurgia. Hoje eu me sinto muito bem, as cicatrizes são pequenas e agora a chance de uma nova vida são bem maiores”. No último dia 16 de agosto, Luiz foi submetido ao novo procedimento após dores fortes e constantes.

De acordo com o médico responsável pelo procedimento, Dr. Felipe Guardini, apenas 15% das pessoas que tem um aneurisma roto consegue retornar às atividades normais, quase 50% vêm a falecer em casa e os outros 35% desenvolvem alguma limitação no seu dia-a-dia devido a um estado de coma, perda de movimentos, e outras sequelas. O número de casos de aneurisma cerebral diagnosticados vem crescendo muito devido ao uso da ressonância magnética e tomografia com contraste na constatação.

O tratamento definitivo para doença é a cirurgia neurológica, principalmente nos casos dos aneurismas que ainda não romperam, mas ainda há um grande receio sobre os riscos de lesões neurológicas, consequentemente, a não aceitação frequente de internação hospitalar ou de ter que raspar o cabelo atrapalham o tratamento que, quando realizado preventivamente, possui baixas taxas de complicação.

Dr. Felipe Guardini explica que esta cirurgia é muito realizada na Alemanha e, no Brasil, em poucos centros médicos como São Paulo, por exemplo, que além de obter benefícios estéticos, reduz as dores no pós-operatório, bem como, seu tempo de internação. “Em média até 40% dos casos diagnosticados precocemente têm a possibilidade de realizar a cirurgia minimamente invasiva, na qual o paciente é internado eletivamente para o procedimento e, em geral, tem alta hospitalar com cinco dias após a cirurgia, já em plena recuperação”, explica.

A equipe de neurocirurgiões da Santa Casa que atuam no Prontomed e na Unidade de Internação em Neurocirurgia é comandada pelo médico neurocirurgião, Dr. Felipe Guardini, que possui especialização em aneurismas cerebrais e microneurocirurgia pela Escola Paulista de Medicina.

Veja Também
Terça, 23 de Janeiro de 2018 - 06h38Temperaturas altas e possibilidade chuva Máxima deve atingir a marca de 30° na Capital e 35° no interior
Mau tempo e desorientação espacial provocaram acidente que matou Teori
Abertas inscrições para aulas gratuitas de Ballet Clássico
Governadora recebe Pedro Chaves e discute Lei do Pantanal
Em MS, mais de 6,6 mil já se cadastraram para receber alerta de desastres
Moro pede que PF justifique uso de algemas durante transferência de Cabral
Déficit da Previdência equivale a 2,8% do PIB
Recuperação da MS-338 começa e tráfego deve ser restabelecido em 10 dias
Segunda, 22 de Janeiro de 2018 - 12h50CCR MSVia dá sequência a obras e serviços na BR-163/MS Em caso de chuvas as obras poderão ser suspensas, retornando tão logo elas cessem
98 cãezinhos e gatinhos ganharam novo lar em dia especial no CCZ
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento