Menu
21 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Saúde

Cassems inaugura hospital hoje

O Hospital terá capacidade de atender cerca de mil pacientes por dia

6 Out2016Da redação10h20

A Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul (Cassems) inaugura, hoje, às 18h30, a sua Unidade Hospitalar em Campo Grande. Após a inauguração oficial, a Unidade Hospitalar inicia o atendimento no dia 10 de outubro nas seguintes áreas: Pronto Atendimento Adulto 24 horas, Centro de Diagnóstico, Centro Cirúrgico e de Oncologia, Internações Clínicas e Cirúrgicas, e a UTI Adulto. No dia 17 de outubro o Hospital inicia o atendimento do Pronto Atendimento Infantil 24 horas e, no primeiro semestre de 2017, o Hospital estará funcionando na sua totalidade com a abertura do atendimento da UTI Neonatal e da Maternidade.

O Hospital Cassems da Capital, que fica nos altos da Avenida Mato Grosso, será um marco para a Saúde do Estado e referência em procedimentos de alta complexidade. O Hospital está todo equipado e com a sua estrutura física pronta e as alas entrarão em funcionamento de forma gradativa, estratégica. Em 14 mil m², o Hospital Cassems de Campo Grande vai oferecer 10 salas cirúrgicas 111 leitos de internação, Pronto Atendimento, Centro de Quimioterapia, UTIs Adulto e Neonatal e Centro de Diagnóstico, sendo capaz de atender cerca de mil pacientes por dia. O investimento total foi de R$ 84 milhões, sendo parte com recursos próprios e parte do FCO.

Estrutura                                                                                                               

Toda a obra do Hospital Cassems de Campo Grande foi executada primando pelas práticas sustentáveis, com objetivo de diminuir os impactos causados no meio ambiente, reduzir o consumo de energia e água, diminuir os custos da obra e garantir eficiência e qualidade nas fases do projeto. A Unidade Hospitalar Cassems da Capital também contará com tecnologia de ponta, com a incorporação da mais moderna infraestrutura lógica e a utilização de fibra ótica em todos os ambientes. Todos os leitos, UTI’s, boxes de atendimento e salas cirúrgicas terão pontos para conectividade dos equipamentos médicos. A sala cirúrgica de telemedicina é uma tecnologia inédita no Estado e está alinhada com os grandes hospitais do Brasil e do mundo, onde o procedimento cirúrgico é exibido em duas telas de 50 polegadas, sendo que uma delas pode ser usada para exibição de exames de imagem, além de possibilitar um sistema de comunicação entre a equipe médica. Todo o sistema da sala cirúrgica de telemedicina é controlado por meio de tablets. Num futuro breve, a maioria dos exames médicos, prescrições e evoluções clínicas ocorrerão da beira do leito para uma nuvem, possibilitando assim, o monitoramento dos pacientes em tempo real.

Veja Também

Índios de Dourados recebem equipamentos para a agricultura
Denatran suspende pagamento de multas com cartão de crédito ou débito
Projeto estabelece isenção de carência em planos de saúde
MPF denuncia sete por fraude em licitação no aeroporo da Capital
Procon recolhe produtos vencidos e abre processo contra rede de mercados
Pedidos de aposentadoria por telefone e internet
Trânsito CCR MSVia destaca operações pare-e-siga na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas
Nacional Mais 21 serviços no INSS poderão ser agendados pela internet Agendamento vai começar a partir de quinta-feira, 24 de maio
Taxa de inscrição no Enem deve ser paga até quarta-feira
Greve compromete escoamento da safra