Menu
21 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Combate à raiva

Saúde promove campanha de combate à raiva na Praça Ary Coelho

No local feita vacinação antirrábica em cães e gatos e adoção de filhotes

27 Set2016Mariel Coelho, em colaboração ao Diário Digital15h40

Na quarta-feira, dia 28, a Prefeitura de Campo Grande promove a campanha educativa de conscientização sobre a Raiva, na Praça Ary Coelho, das 8 às 17horas, será realizada uma exposição de material educativo, com participação de outras instituições parceiras, como demonstração de cães do Canil do Choque da Polícia Militar e da Guarda Municipal, além de vacinação antirrábica em cães e gatos e adoção de filhotes.

Vacinar os animais contra a raiva ajuda a proteger todos: os animais e as pessoas.  No mundo 160 pessoas morrem da raiva todos os dias, sendo 100 crianças entre elas.

 O objetivo da campanha é conscientizar a população quanto à transmissão da Raiva, como evitar a exposição e o que fazer se exposto. Divulgar a prevenção da Raiva humana, através da erradicação da Raiva canina e felina.

A Raiva é uma doença viral que é transmitida através da saliva ou tecidos do sistema nervoso de um mamífero infectado para outro mamífero, geralmente através de uma mordedura ou arranhadura.

No município de Campo Grande o último caso de Raiva Humana foi registrado em 1968. Já em cães e gatos, o último registro de raiva canina havia sido no ano de 1988. Após 23 anos, ocorreu um caso isolado de Raiva Canina no ano de 2011, cujo cão adquiriu a doença através do contato com um morcego contaminado com o vírus.

A partir de 2001 houve uma intensificação na vigilância de quirópteros, com um total de 48 exemplares diagnosticados positivos para Raiva, até o mês de agosto do presente ano. Porém é importante salientar que no Estado do MS, no ano de 2015, houve um surto de Raiva canina e felina no município de Corumbá, o que infelizmente ocasionou em um caso fatal de Raiva Humana.

Até o ano de 2005 a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal no município era realizada em um único dia do ano, em pontos estratégicos distribuídos pela cidade, porém a meta de vacinar no mínimo 80% dos animais não vinha sendo alcançada.

Apesar de sua taxa de letalidade de 99,9%, a raiva canina e felina é 100% evitável através da vacinação anual e outras medidas. A vacinação de cães e gatos protege os animais e interrompe a transmissão para as pessoas. O Dia Mundial de luta contra a Raiva é um dia de ação e sensibilização, pois a eliminação da raiva em cães e gatos é possível.

Campanha de combate à raiva animal

Local: Praça Ary Coelho.

Horário: A partir das 8 horas

Data: 28 de setembro, Quarta-feira.

Veja Também