Campo Grande •29 de Abril de 2017  • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Da redação | Sexta, 14 de Outubro de 2016 - 13h49Saúde de Três Lagoas alerta à população sobre o aparecimento de escorpiõesDe janeiro até agora foram notificados 33 picadas do animal peçonhento

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Três Lagoas)

Com o aumento das temperaturas atreladas às chuvas, acompanha também o aparecimento de animais peçonhentos, no caso dos escorpiões em terrenos baldios ou residências. A Secretaria Municipal de Saúde alerta à população para o possível surgimento deste animal que dependendo da espécie, a sua picada pode levar até à morte.

Segundo o coordenador de Educação em Saúde, Fernando Garcia, durante este período os escorpiões desalojam locais mais baixos para procurarem lugares mais altos, no caso, as residências. “Neste período os animais também aproveitam para se reproduzirem e com isso, aumenta a incidência de escorpiões em ambientes domésticos”, completa.

Para evitar qualquer tipo de acidente dentro de casa, Garcia reforça que a melhor medida de controle ainda é a prevenção. “É fazer a limpeza constante de terrenos e quintais que possivelmente possam ter restos de entulhos de construção, madeiras ou qualquer outro material que possa acumular a presença de insetos”, destaca.

Além disso, o coordenador de Educação em Saúde destaca que o cuidado com a limpeza da casa deve ser reforçado, com vedação de frestas entre as portas, colocação de telas nos ralos de banheiro e pia, sacudir as roupas e sapatos para espantar a possível presença dos insetos e manter os brinquedos das crianças em locais altos. “Geralmente os escorpiões preferem locais escuros e podem se esconder dentro dos ralos, roupas ou calçados”, ressalta.

Caso alguém seja picado pelo escorpião, a pessoa deverá procurar imediatamente o Hospital. Para mais informações sobre os perigos provocados pelo escorpião, os interessados poderão ligar no telefone 3929-1036.

Casos de picadas - Segundo a Coordenação do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Doenças e Agravos Não Transmissíves (DANTS), de janeiro até o atual momento de 2016 foram notificados no total de 103 picadas de animais peçonhentos, sendo que deste número, 33 foram por escorpiões, 30 por abelhas, 10 por serpentes, oito de aranha, uma de lagarta e 21 por outros animais (marimbondos, arraia, lacraia, rato, porco e etc).
Da picada dos escorpiões, 17 foram do sexo masculino (51,5%), e 16 foram do sexo feminino (48,5%), sendo 75,8% residentes na zona urbana e 24,2% na zona rural.
Além disso, neste ano ocorreu um óbito decorrente à picada de escorpião, que foi neste caso recente da criança de 10 anos, que veio transferida de Brasilândia, uma vez que o acidente com escorpião ocorreu naquela Cidade.

Já em 2015, foram notificados 79 de picadas de animais peçonhentos, sendo 29 por abelha, 23 por escorpião, 13 por serpente, sete por aranha, dois de lagarta e cinco por outros animais (marimbondo, arraia e etc).

Quanto aos acidentes por escorpião, 14 casos foram com pacientes do sexo masculino (61%) e nove casos com pacientes do sexo feminino (39%). E no que se refere à localidade desses acidentes, 87% ocorreu na zona urbana, e 13% ocorreu na zona rural. No ano de 2015 não houve óbito por acidente com escorpião. 

Veja Também
Hipertensão é responsável por metade das mortes por doenças cardiovasculares
Com 11 parceiros,
Campanha da Águas Guariroba ajuda no combate a dengue
Extravio dos enfeites de festa de 15 anos gera indenização de R$ 24 mil
Audiência pública na próxima quarta-feira discute Trânsito na Capital
Prefeitura propõe aumentar para R$ 6 mil salário base de médicos
Festa do trabalhador terá sorteio de carro e motos na Praça do Rádio
Corumbá: salários de abril já estão nas contas dos servidores
Dia do Trabalhador: confira órgãos que abrem e fecham neste feriado
Tribunal manda 80% trabalharem nos Correios
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - cirurgia.net
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento