Menu
22 de setembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Victor Center
Campo Grande

Sancionada lei que garante reajuste salarial a médicos

No vencimento dos médicos com carga horária de 40 horas semanais, houve aumento de R$ 1.500

12 Jul2018Da redação16h36

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, sancionou o Projeto de Lei que reajusta plantões e a tabela salarial dos médicos (referência 18) de 12, 20 e 40 horas de trabalho semanal. Após ampla negociação com o Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (SINMED/MS), a proposta foi aprovada na Câmara de Vereadores e agora publicada no Diário Oficial de Campo Grande, com efeitos retroativos a 1º de maio.

No vencimento dos médicos com carga horária de 40 horas semanais, houve aumento de R$ 1.500 no vencimento inicial da categoria, sendo linear para todas as classes. Já para os médicos com carga horária de 12 e 20 horas semanais, o reajuste percentual foi de 3,04%.

Os plantões realizados pelos profissionais de medicina foram reajustados em duas partes, sendo: 3,04% a contar de 1º de maio e acréscimo de R$ 100 por plantão, totalizando 12,04% de aumento, a contar de 1º de outubro de 2018.

“A saúde é uma das maiores prioridades  da minha gestão e estamos empenhados em fazer o melhor e dar o melhor para a população campo-grandense.  Sabemos que os profissionais, principalmente os médicos, são muito importantes e precisamos valoriza-los e criar uma harmonia. A população merece ter uma saúde de qualidade e isso passa pelo atendimento de um profissional dedicado e que honra a sua profissão”, afirmou o prefeito Marquinhos Trad.

O aumento no salário dos médicos é uma medida para que o município volte a atrair os profissionais que hoje estão migrando para a rede particular. Os médicos que atuam nas unidades básicas, onde a população deve procurar sempre o primeiro atendimento médico, foram os que mais tiveram aumento, exatamente para incentivar a permanência e atrair outros profissionais.

“Estamos trabalhando para incentivar os médicos a atenderem, principalmente,nas unidades básicas e nos plantões, contribuindo assim para que a população continue com estes profissionais nos postos de saúde”, explicou o secretário de Saúde, Marcelo Vilela.

Atualmente, a rede municipal de saúde conta com 1.027 médicos.

Veja Também

Prefeitura oferece capacitação para professores em programa social
Primavera começa hoje com possibilidade de novo episódio do El Niño
Brasileiros não se sentem prontos para lidar com a morte, diz pesquisa
I Acampa Dourados recebe inscrições até o dia 28
Servidores do TJMS conquistam licença maternidade para adoção ou guarda
Facebook anuncia medidas para combater contas falsas e desinformação
Projeto garante atendimento especializado a aluno com transtornos
Perda de medicamentos é investigada em sindicância
TRF3 condena União, governo e prefeitura a custearem cirurgia
Cavalo na pista pode ter provocado acidente fatal