Menu
20 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Qualidade de cinema

Saiba o que muda com o desligamento do sinal analógico de TV

Sinal será desligado na região de Campo Grande em 31/10, mas o sinal digital já está disponível e toda população

11 Out2018Da redação08h46

Em Campo Grande e Terenos, o sinal analógico de TV será desligado no dia 31 de outubro. Até lá, a população desta região precisa preparar suas casas para que continuem assistindo os canais abertos de televisão. O sinal digital já está disponível e todo aparelho de televisão pode exibir a programação dos canais abertos com melhor qualidade. Se o equipamento for de tubo ou fabricado antes de 2010, precisará de uma antena digital e um conversor. Se o televisor for de tela fina fabricado depois de 2010, precisará apenas uma antena para TV digital.

Na região, o desligamento do sinal analógico já começou. A qualquer momento, as emissoras podem desligar o sinal e a transmissão será feita apenas pelo sinal digital.  

O processo de digitalização dos canais de TV tem previsão para ser concluído no final de 2018 e a Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos responsável pela operação do processo de migração do sinal de TV no Brasil. Com esta mudança, a programação da TV aberta no Brasil seguirá padrões internacionais de transmissão, a exemplo do que já aconteceu em países como China, EUA e Reino Unido, permitindo aos telespectadores que desfrutem de seus programas favoritos com imagem e som com qualidade similar à de uma sala de cinema. 

“O processo de migração vai permitir também a oferta futura da banda larga 4G que será utilizada na faixa de 700Mhz”, afirma Antonio Martelletto, presidente da Seja Digital. O 4G é uma das tecnologias para telefonia móvel mais avançada e que permite a vários dispositivos – como celular, smartphone, laptops e tablets – acessar a internet com velocidade mais rápida e em ambientes fechados.

O processo de migração, que já passou por Rio Verde, em Goiás, e pelas regiões do Distrito Federal, São Paulo, Goiânia, Recife, Salvador, Fortaleza, Vitória, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, regiões do interior de São Paulo (Bauru, Campinas, Franca, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Santos e Vale do Paraíba), Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, São Luís, Aracaju, Belém, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal, Teresina, Cuiabá, Macapá, Palmas e Porto Velho tem obtido resultados positivos após o encerramento das transmissões analógicas, com quase 100% da população digitalizada. 

Veja Também

Casal apreendido por erro no emplacamento de carro deve ser indenizado
Por decisão do TJ, Polícia Municipal volta a ser Guarda
Planurb promove debate sobre meio ambiente e mercado de trabalho
Servidores mais caracterizados em baile ganharão poupança de R$ 500
Seminário discute implantação de Práticas Integrativas no SUS
Dourados é escolhida para receber projeto de gestão do SUS
Confira escala médica das UPAs e CRSs nesta quarta-feira
Justiça quebra sigilo bancário e bloqueia bens de Longen
Trânsito CCR MSVia realiza pare-e-siga na BR-163/MS devido à execução de serviços Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas. Todos os locais estão sinalizados
MS constrói ponte no maior assentamento do Brasil