Campo Grande •21 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Elaine Silva - Especial para Diário Digital | Sexta, 25 de Agosto de 2017 - 06h50Cândido Mariano ou Marechal Rondon? A confusãoMarechal Rondon conhecido nacionalmente por expandir os telégrafos

  
Vanessa de Oliveira Amorim (Foto: Luciano Muta)
  • Vanessa de Oliveira Amorim
  • Maternidade Cândido Mariano
  • Ronair Silva (Foto: Luciano Muta)
  • Via também está localizado prédio da prefeitura (Foto:Luciano Muta)
  • Sérgio Cruz (Foto:Luciano Muta)

Cândido Mariano ou Marechal Rondon? A maioria das pessoas que anda pela rua onde estão localizados a principal maternidade de Campo Grande, a Central do Cidadão da Prefeitura e a escola Maria Constança de Barros, nem desconfia que Cândido Mariano é o mesmo personagem conhecido como Marechal Rondon. O nome completo desse militar brasileiro é Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon.  

Mas a dúvida ainda é persistente será que é a mesma pessoa? Foi isso que aconteceu com a dona de casa, Vanessa de Oliveira Amorim, de 24 anos, que veio da cidade de Iguatemi para a Cidade Morena há cinco anos. “Eu sempre fiquei me perguntando se era a mesma pessoa que estava na maternidade.  Eu sei muito pouca coisa sobrequem foi Marechal Rondon e nem desconfiava que era a mesma pessoa que dava nome à maternidade”, afirma Vanessa.

Segundo o historiador e pesquisador Sérgio Cruz, temos que manter a tradição histórica tanto regional como nacional.  Ao mudar o nome de uma rua se perde um pouco do respeito histórico, além de confundir as pessoas. “Isso é errado, é uma pessoa só o nome da rua não pode colocar dois nomes. Não podemos mudar, têm que ter um respeito pela história. Se você coloca um nome deixa o nome, porque as pessoas se acostumam e a história registra com aquele nome”, afirma Sérgio.

O servidor público, Ronair Silva, de 34 anos, acredita que é importante ter esse conhecimento nas salas de aula. “Eu não conheço a pessoas que deu o nome a rua e também não entendi o motivo da mudança, acho que isso deveria ser explicado nas escolas, para que pelo menos nossos filhos não tenham que ficar com essas dúvidas”, relata Silva

Marechal –  Após estender as linhas telegráficas de Cuiabá a Corumbá e nas fronteiras com a ajuda dos índios bororos,  depois de anos trabalhando com as linhas telegráficas em 1955 tornou-se Marechal.

Curiosidade – Campo Grande tem um fato interessante uma mesma rua com dois nomes, você pega um extenso trecho da rua tem um nome e depois outro. “A rua Rui Barbosa, por exemplo, do cemitério para lá tem um nome e depois tem outro, mas é a mesma rua”, finaliza Sérgio.

Veja Também
Aeroporto de Campo Grande comemora 54 anos
Sábado, 20 de Janeiro de 2018 - 12h29Emílio Ribas tem dois meses de espera Em São Paulo já fica de espera para conseguir a imunização
Termina domingo eleição do prato de Campo Grande
Devotos passam o dia festejando São Sebastião
Cai o número de acidentes e mortes na BRs em 2017
Sindicato fideliza filiado com serviços
Sábado, 20 de Janeiro de 2018 - 06h33Temperatura pode chegar a 34° Apesar do calor mais intenso há possibilidade de ocorrência de chuva
Defesa de Temer pede arquivamento de inquérito sobre portos
Sociedade precisa se preparar para viver com menos água, diz especialista
Empresas podem quitar débito com Agepan por meio de programa
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento