Campo Grande •23 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Da redação | Sexta, 1 de Setembro de 2017 - 08h53Condenado por atropelar e matar menina de 6 anosCrime aconteceu no dia 8 de setembro de 2013

Em sessão de julgamento realizada nesta quarta-feira (30), no Tribunal do Júri da comarca de Três Lagoas, sob a presidência do juiz Rodrigo Pedrini Marcos, o vigilante J.J. dos S. foi condenado a cumprir pena de 14 anos e seis meses de reclusão, em regime inicial fechado, por atropelar e matar uma menina de apenas seis anos.

O crime aconteceu no dia 8 de setembro de 2013, por volta das 19h20, no bairro Parque das Mangueiras, em Três Lagoas. A criança foi atropelada e morta quando entregava os convites de seu aniversário na companhia de um primo de 12 anos, que sofreu lesões no cotovelo.

Na denúncia consta que o acusado, após ingerir bebida alcoólica, conduziu veículo automotor em velocidade acima da permitida para a via em que trafegava e, em zigue-zague, atropelou ambas as vítimas.

Na exordial acusatória ainda argumentou-se que o vigilante agiu mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas, tendo em vista que estas caminhavam pelo acostamento no momento do crime, ou seja, em local não apropriado para a circulação de veículos.

O júri foi adiado por duas vezes em virtude de problemas de saúde do advogado do acusado.

Constou do processo também que, após os fatos, o acusado atropelou, também por dirigir alcoolizado, um ciclista em via pública.

O Conselho de Sentença entendeu que, ao dirigir sob influência de álcool e em velocidade excessiva, o réu consentiu com o possível resultado de morte.

A sentença, proferida oito dias antes do acidente completar quatro anos, determinou o cumprimento imediato da prisão do réu, que respondia em liberdade, aplicando-se  entendimento recente do STF, tendo sido condenado pelos crimes de prática de homicídio qualificado, tentativa de homicídio e direção alcoolizada (art.121, § 2º, IV, art. 121, “caput”, c/c art. 14, II, do CP e art. 306, §1º, I, da Lei 9.503/97).

Além do cumprimento da pena, o réu também foi proibido de obter a habilitação para dirigir veículo automotor pelo prazo de dois anos.

Veja Também
Procon descarta mais de 100 produtos irregulares em supermercado
Corumbá monitora famílias ribeirinhas no Pantanal
Obras na rodovia BR-163 podem virar alvo de CPI
Páscoa Solidária arrecada ovos para crianças carentes
Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 12h27União pode suspender repasse Para milhares de municípios brasileiros estão em situação irregular
Rio da Prata volta cobrir trilha
Sexta, 23 de Fevereiro de 2018 - 06h47Temperatura pode chegar a 31° Possibilidade chuvas isoladas no final da tarde
Clientes do Banco do Brasil poderão fazer transações pelo Facebook
Extração de gás de xisto pode trazer prejuízos a MS, alerta MS
Criança encontra dinheiro na rua e entrega à polícia
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento