Menu
19 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
II Congresso de Empresas Familiares
Ação do bem

Entidade arrecada alimentos para ceia de Natal

Alimentos arrecadados também serão usados para montar cestas básicas

7 Dez2017Mariel Coelho, em especial para o Diário Digital.14h14
(Foto: Marco Miatelo)
  • Associação Renascer é mantida apenas por doações e atualmente atende 41 crianças de 0 a 16 anos
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • Assistente Social da Ranasce, Jesse Leal da Rocha. (Foto: Marco Miatelo)
  • Gestora da Associação Renascer, Iris Moreira. (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • Lavínia Rodrigues da Silva, de 8 anos e mãe Rosa Rodrigues. (Foto: Marco Miatelo)
  • Caio Pereira, de 9 anos e a mãe Laene Pereira. (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A Associação Renascer Uma Nova Esperança está arrecadando alimentos para montar cestas básicas para as famílias dos pacientes, e também para a realização de uma ceia de Natal. A entidade atende crianças com deficiências na Capital e interior do Estado.

Conforme a gestora da Renascer, Iris Moreira, a instituição realizará cinco eventos especiais neste ano. A ceia de Natal é uma delas e o custo para realizar é alto, por isso, está sendo realizada a arrecadação dos alimentos que também serão usados para montar cestas básicas para as famílias atendidas. 

“Temos cinco eventos especiais e um deles é a ceia de Natal, só que o custo muito alto, porque além de comprar os ingredientes, também compramos presentes para as mães”, disse.

Iris conta que no ano passado a entidade realizou ceia para 430 pessoas entre pacientes e familiares. “A ceia é realizada em prol não só das crianças mais das famílias, nós também criamos um coral com as mães e no dia da ceia de Natal é apresentado uma mini cantata”, conta a gestora.

Renascer - A Associação Renascer é mantida apenas por doações e atualmente atende 41 crianças de 0 a 16 anos. A assistente social Jesse Leal da Rocha conta que as mães que chegam associação, através de indicação, passam por processo de triagem que levanta a necessidade da criança.

“Infelizmente não podemos atender a todas as crianças que nos procuram, fazemos uma triagem com as elas, para saber qual a necessidade de cada criança, muitas mães veem aqui para conseguir o leite que é bem caro. ”

Rosa Rodrigues, de 34 anos que é mãe da Lavínia Rodrigues da Silva, de 8 anos, relata que a filha já faz tratamento na Renasce há 4 anos, três vezes na semana. “A Lavínia faz tratamento com a fisioterapeuta e a fonoaudióloga. Ela gosta muito. Eu tenho mais dois filhos um de 18 anos e uma de 12 anos e não teria como pagar um tratamento para a minha filha, e aqui ela tem tudo isso”, relata Rosa.

Já  a mãe do pequeno Caio Pereira, de 9 anos, a dona de casa Laene Pereira, de 43 anos conta que o filho evoluiu muito desde que começou o tratamento na associação. “Meu filho gosta muito daqui e ele já evoluiu muito nesses quatro anos de tratamento”, disse Laene.

Doações - As doações podem ser feitas direto na Associação Renasce Uma Nova Esperança na Avenida Madri, número 300, Vila Alba. O horário de funcionamento é das 8h até ás 17 h. Quem não puder levar os alimentos podem estar ligando no telefone (67) 3044-5530.

Veja Também

Poder Público ocupará vagões na Orla Ferroviária
MPE tenta garantir a proteção do idoso no momento da internação
Acadêmicos da UFMS devem se cadastrar para passe do estudante a partir do dia 20
Fazendeiro é multado em R$ 47 mil por desmatamento
Ministro da Segurança anuncia Fronteira Segura
Brasil tem 677 casos de sarampo confirmados, diz Ministério da Saúde
Morte Garoto de 12 morre em acidente Carro da família colidiu de frente com ônibus
Campo Grande terá 36° de calor
Pacientes do SUS vão receber notificações de consulta pelo celular
Projeto proíbe descrição indevida do leite em embalagens de alimentos