Campo Grande •23 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da Agência Brasil | Quarta, 8 de Fevereiro de 2017 - 09h40Radiotelescópio feito no Brasil ajudará cientistas a conhecerRadiotelescópio vai medir as oscilações na distribuição de matéria no universo

Equipamento construído no Brasil vai auxiliar cientistas no conhecimento da chamada “energia escura”, que representa cerca de 70% da composição do universo. O radiotelescópio vai medir as oscilações na distribuição de matéria no universo, conhecidas como Oscilações Acústicas de Bárions (em inglês, BAO).

O projeto é desenvolvido por um consórcio internacional formado por pesquisadores do Brasil, Reino Unido, da Suíça e do Uruguai. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lidera o projeto, com a responsabilidade da construção, do desenvolvimento, da calibração, dos testes e análise de dados, bem como do comitê gestor do projeto. A coordenação-geral, do lado brasileiro, está sob a responsabilidade do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP).

Segundo o pesquisador do Inpe Carlos Alexandre Wuensche, responsável pela construção da instrumentação do projeto, o objetivo é medir as oscilações acústicas de baríons quando o universo era muito jovem. O equipamento permite a investigação da energia escura, tema de estudo da física, e ainda considerado um mistério para os cientistas.

Tecnologia

O radiotelescópio Bingo (da sigla em inglês para Oscilações Acústicas de Bárions em Observações de Gás Neutro) fará a medição da distribuição de hidrogênio neutro a distâncias cosmológicas, utilizando uma técnica chamada Mapeamento de Intensidade. Ele foi concebido por cientistas do Reino Unido, da Suíça, do Uruguai, da China e do Brasil para fazer a primeira detecção de BAO nas frequências de rádio.

Operando na faixa de frequência que vai de 0,96 GHz a 1,26 GHz, o equipamento contará com dois espelhos de 40 metros que iluminarão cerca de 50 cornetas de 4,7 metros de comprimento e 1,90 metro de abertura. O custo total estimado é de US$ 4,9 milhões.

Do lado brasileiro, o projeto tem financiamento de R$ 12 milhões pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Os recursos são investidos no desenvolvimento dos componentes para módulos receptores e a construção e montagem de antena. A equipe brasileira é composta de 25 pessoas, entre pesquisadores, técnicos, engenheiros e estudantes.

De acordo com o pesquisador, o projeto é um desafio para o país. “A indústria brasileira nunca construiu nada desse tamanho e com essa precisão”, afirma.

O radiotelescópio tem previsão de ser instalado em 2018, no Noroeste do Uruguai. A posição para instalação do equipamento considera aspectos como área despovoada, sem a contaminação de ondas de rádio e instalações de torres de celular para evitar, assim, qualquer tipo de interferência. As primeiras análises, em caráter preliminar, devem ser divulgadas um ano após a instalação do equipamento.

As Oscilações Acústicas de Bárions são utilizadas em astrofísica para entender os processos de formação de aglomerados de galáxias, medir a expansão do universo e a quantidade de matéria escura. A escala de BAO é uma das sondas mais poderosas para investigar parâmetros cosmológicos, incluindo a energia escura.

Veja Também
Acusado de matar segurança vai a júri nesta sexta
Projeto Emagrece CG realiza ação neste sábado para combater obesidade
Semed abre pré-matrícula para alunos novos de escolas integrais
Baile dos idosos se despede do ano com show do grupo Pantaneiros
Quinta, 23 de Novembro de 2017 - 12h50CCR MSVia dá sequência a obras e serviços na BR-163/MS Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 60 milhões no sábado
Quinta, 23 de Novembro de 2017 - 11h29Começa terceira fase de saques do PIS/Pasep Anteriormente, a programação de atendimento da 3ª fase de pagamentos previa saques a partir de 14 de dezembro
Governo finaliza compra de uniformes, kits e merenda escolar para 2018
Quinta, 23 de Novembro de 2017 - 10h35Vacina contra o HPV é aliada do Novembro Azul Mês de novembro é dedicado principalmente para quebrar o preconceito masculino de ir ao urologista
‘Ônibus da Saúde’ leva atendimento oncológico até Fátima do Sul no próximo sábado
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento