Menu
15 de outubro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Nacional

Proposta proíbe tarifas para movimentação da conta do FGTS

Para deputada autora do projeto, é inaceitável a Caixa cobrar tarifas por movimentações no FGTS

11 Ago2019Agência Câmara15h47

Projeto de Lei 3732/19 proíbe a cobrança de qualquer tarifa, pelo agente operador ou financeiro, em virtude de movimentação da conta vinculada do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O texto insere dispositivo na Lei do FGTS (Lei 8.036/90).

A proposta está em tramitação na Câmara dos Deputados. “A Caixa Econômica Federal, na condição de agente operador do FGTS, tem cobrado tarifas em virtude de movimentações feitas pelo trabalhador, o que não é aceitável”, diz a autora do projeto, deputada Magda Mofatto (PL-GO).

Entre outras hipóteses, atualmente é autorizada a utilização de recursos do FGTS para abatimento das prestações de financiamento habitacional, para liquidação ou amortização extraordinária do saldo devedor de financiamento imobiliário e para aquisição de moradia própria.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Veja Também

Obra começa e moradores de rua deixam viaduto
Carreta da Justiça Itinerante atende sul do Estado
Pescador salva onça presa em anzol de galho no rio Miranda
Ave silvestre é abandonada e PMA orienta sobre devolução espontânea
Governo Federal modifica regras para deportação de estrangeiros
Acidente Mecânico tem lesões graves após choque elétrico Acidente aconteceu quando vítima subiu no telhado da oficina
UEMS promove ações sustentáveis na  Semana Lixo Zero
Confira escala médica nas UPAs e CRSs nesta segunda-feira
Guarda Municipal recolhe modelos de espingardas que causaram morte de homem
Parceria vai agilizar atendimento às famílias de vítimas de morte natural