Menu
24 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Fundect

Projetos receberão R$ 4,5 milhões em bolsas de mestrado e doutorado

Relação traz as propostas enquadradas e não enquadradas na chamada

22 Ago2017Da redação15h55

Está publicada lista de projetos de mestrado e doutorado aprovados em chamada pública promovida pelo Governo de MS, por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect). Ao todo estão sendo disponibilizados R$ 4,5 milhões em bolsas de estudo para acadêmicos de instituições de ensino superior com sede em Mato Grosso do Sul. O resultado está na edição do Diário Oficial Oficial (DOE) desta terça-feira (22.8), a partir da página 8.

A relação traz as propostas enquadradas e não enquadradas na chamada. A Educação é uma das principais reivindicações da população e segue como prioridade na atual gestão do Governo de Mato Grosso do Sul. As duas chamadas públicas foram lançadas no Diário Oficial do Estado  nº 9448, de 12 de julho de 2017.

A seleção vai conceder até 60 bolsas de mestrado no valor de R$ 1,5 mil e até 30 bolsas de doutorado de R$ 2,2 mil. Os acadêmicos interessados submeteram propostas de projeto de pesquisa científica, tecnológica e inovação.

“Estamos muito felizes em poder conceder essa oportunidade de especialização aos alunos do ensino superior. Seguimos mudando para melhor a nossa educação pública, com objetivo de fazer de Mato Grosso do Sul referência, não só no salário [dos professores], mas também na qualidade da educação. Com planejamento e responsabilidade estamos cumprindo mais uma meta de todos que é melhorar o aprendizado de nossos alunos e as condições de trabalho”, declarou o governador.

Educação é prioridade

Desde o início, a gestão de Reinaldo Azambuja vem investindo maciçamente ne Educação. Melhorou os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), tanto no ensino fundamental quanto no ensino médio. O Estado também coleciona outros resultados positivos no setor como, o melhor salário nacional de professores e a entrega, em dia, dos uniformes, kits escolares e merenda.

Há ainda a conclusão das obras do prédio da Universidade Estadual de MS (UEMS); criação de 12 escolas em tempo integral; a criação de sistema totalmente informatizado para a realização de matrículas das escolas estaduais; criação do projeto Avanço do Jovem na Aprendizagem (AJA) em Mato Grosso do Sul implantado pela SED no ano de 2015 e destinado a estudantes entre 15 e 17 anos, com distorção de idade/escolaridade e que não concluíram o ensino fundamental; criação de cursos técnicos e educação profissional; instituição do Dia Estadual da Educação Superior no Mato Grosso do Sul, entre outros.

Veja Também