Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Interior

Projeto 'Mãos EmPENHAdas' é lançado em Nova Andradina

Pelo menos 28 salões da cidade se interessaram em participar do programa

20 Ago2017Da redação09h34

A coordenadora estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, juíza Jacqueline Machado, lançou oficialmente, na comarca de Nova Andradina, o programa Mãos EmPENHAdas contra a Violência, uma ação do Poder Judiciário de MS, em parceria com salões de beleza, para que os profissionais disseminem informações sobre a violência de gênero. Antes da cerimônia, a magistrada, representando o presidente do TJMS, Des. Divoncir Schreiner Maran, assinou o convênio, com o prefeito José Gilberto Garcia, para implementação do programa em Nova Andradina.

Pelo menos 28 salões da cidade se interessaram em participar do programa Mãos EmPENHAdas e, no mês de setembro, enviarão representantes para fazer um curso, promovido pelo Poder Judiciário, em parceria com a  secretaria municipal de políticas para mulheres. Depois da Capital, Nova Andradina é a primeira cidade do interior de MS a receber e implementar o programa para levar apoio às mulheres vítimas.

“A violência contra a mulher é uma violência complexa. Nós sabemos que cerca de 55% das vítimas não conseguem denunciar e romper o ciclo da violência. E MS não tem os melhores índices, ao contrário, é um Estado com cultura machista. E este programa visa parceria com os profissionais da beleza, que são aquelas pessoas que ouvem relatos e visualizam as agressões pelo corpo da mulher. Os profissionais, munidos de informações, podem orientar esta mulher vítima a buscar ajuda, empoderar-se e denunciar”, explicou a juíza Jacqueline Machado.

A secretária-executiva municipal de políticas para mulheres, Jozeli Chulli, conta que, como toda cidade de Mato Grosso do Sul, Nova Andradina também sofre com a violência doméstica e familiar, mas a rede de proteção é atuante e o Mãos EmPENHAdas fortalece o trabalho do Poder Público no enfrentamento.

“Nós temos uma rede completa, com delegacia da mulher, um centro de atendimento à mulher vítima de violência, com atendimento individualizado das mulheres, além de uma secretaria, vinculada ao gabinete do prefeito, com autonomia para trabalhar a questão de gênero e violência doméstica. Então esta parceria com o Judiciário é de grande importância para Nova Andradina, pois vamos manter um diálogo integral e permanente buscando mecanismos que garantam a integridade da mulher”, disse Jozeli Chulli.

Durante todo o mês de agosto, o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul integra a campanha Agosto Lilás, do Governo do Estado de MS, além das ações já programadas neste ano de 2017 da campanha “Mulher Brasileira”, que busca conscientizar e erradicar toda forma de violência contra as mulheres. 

Neste sábado (19), a 8ª Semana pela Paz em Casa, mobilização nacional idealizada pela presidente do STF e do CNJ, Ministra Cármen Lúcia, e encampada pelo presidente do Tribunal de Justiça, Des. Divoncir Schreiner Maran, será lançado na Capital, às 8h30, no Mercadão Municipal, com a apresentação de uma peça teatral sobre o empoderamento da mulher vítima de violência. 

Depois da abertura da Semana pela Paz em Casa neste sábado, haverá apresentações do Teatro na Feira Central de Campo Grande e no Shopping Norte-Sul, nos dias 23 e 26, respectivamente.

Participe e lute pelo empoderamento da mulher e contra todas as formas de violência doméstica e familiar.

Veja Também

'Woop Sicredi' para o público conectado
Câmara quer pressa em apreciar alterações
Programa Jovens Embaixadores recebe inscrições a partir desta terça
Clima Manhãs frias e tardes quentes Dias devem permanecer com temperatura em elevação
Sitiante é autuado por manter macaco-prego em cativeiro
Anvisa suspende venda de fraldas Huggies Turma da Mônica
Colisão frontal mata duas pessoas em rodovia
Simted rejeita proposta feita pela prefeitura de Corumbá
Governo do Estado promove 113 PMs a sargento
Campanha do Agasalho do Judiciário é prorrogada até o dia 10 de julho