Menu
16 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Campo Grande

Produtor rural que tentou apagar incêndio está no CTI

Vítima teve 60% do corpo queimado e o estado dele é considerado grave

9 Ago2017Mariel Coelho, em especial para o Diário Digital.15h14

O estado de saúde do produtor rural Edmilson Vincensi, de 46 anos, é considerado grave. Ele sedado e entubado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da Santa Casa de Campo Grande. Edmilson teve 60% corpo queimado e mais queimaduras nas vias aéreas ele segue em cuidados intensivos.

A vítima tentava apagar um incêndio que destruía a lavoura de milho da Fazenda Noroeste, ele foi encontrado por trabalhadores da fazenda. O trator em que a vítima estava parou próximo ao incêndio, ele teria perdido a consciência e caído perto do fogo.

Os trabalhadores o socorreram e o levaram para o pronto socorro da local, em seguida ele foi conduzido para a Santa Casa com queimaduras de 1º e 2º grau. Edmilson também teve ferimentos nas vias aéreas devido à alta temperatura à qual ficou exposto.

O fogo teria começado em um lixão e que rapidamente se espalhou pelas fazendas. Um avião pulverizador e caminhões-tanque particulares ajudaram os bombeiros no combate ao incêndio.

Veja Também

SUS tem quase R$ 2 bilhões a receber das operadoras de planos de saúde
Iceberg se aproxima de vilarejo e leva ameaça de tsunami
Direitos Humanos Conanda cobra liberação de R$ 56 milhões de Fundo da Criança Órgão recorreu ao Ministério Público para liberar recursos
Maior sorteio do país acumula mais uma vez
Comissão aprova indenização a filhos de vítimas de violência
Coordenadoria da Mulher em Dourados já prepara o ‘Agosto Lilás’
Três Lagoas: recadastramento do passe escolar começa na segunda-feira
Pediatras brasileiros criticam investida dos EUA contra amamentação
'Não tem como ficar calada', diz mãe de Marielle
Setor siderúrgico quer mudar lei para aproveitamento de material lenhoso