Menu
23 de setembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Consumidor

Procon-MS fiscaliza e notifica postos de combustíveis na região Norte

Foi solicitada a apresentação de planilhas com informações que podem determinar a aplicação de multas

23 Mai2019Da redação19h21

Em operação que tem envolvido Procons Estadual e Municipal além da Agencia Nacional de Petróleo – ANP, equipe de fiscalização da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast está desenvolvendo diligências em postos de combustível na região norte do Estado no sentido de verificar o cumprimento da legislação.

Nesta semana a equipe do Procon Estadual se encontra na região Norte do Estado tendo como base o município de Rio Verde de Mato Grosso e de lá desencadeando fiscalização nos município próximos onde foram notificados estabelecimentos de Camapuã (4), Chapadão do Sul ()3), Figueirão (1) e Sonora (4), além de Rio Verde (4). O objetivo principal dos trabalhos é solicitar junto aos empreendimentos comerciais, justificativas à prática de preços que, muitas vezes, são considerados abusivos.

Como parte das notificações foi solicitada a apresentação de planilhas com informações diversas que, analisadas, poderão determinar a aplicação de multa às empresas que estejam descumprindo as normas para o bom atendimento ao consumidor. Entre os itens solicitados, destaque para o valor da compra de óleo diesel na distribuidora, o preço na bomba para venda ao consumidor e o respectivo percentual de diferença, o que configura o lucro obtido pelo posto de serviços em questão.

Especificamente para o óleo diesel há que se observar a Lei estadual que determina a redução da alíquota incidente de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços(ICMS), de 17% para 12%, com determinação de repasse imediato ao consumidor. Para a gasolina e o etanol, a pesquisa visa verificar o valor unitário (preço) do litro de cada um dos combustíveis.

As notificações deixam claro que as informações solicitadas devem ser acompanhadas de documentos que comprovem a sua veracidade, tais como Nota Fiscal de aquisição do produto junto às distribuidoras, cupom fiscal de venda ao consumidor e, ainda, livro de movimentação de combustível. 

Veja Também

Governo sanciona lei que facilita renegociação de dívidas com Agehab
Pecuaristas são multados em R$ 104 mil por desmatamentos ilegais
Confira escala médica nas UPAs e CRSs para este domingo
Governo vai pavimentar rodovia que liga Norte do MS ao Pantanal e Bonito
Digital influencer leva curso de marketing digital e ensina sobre moda na periferia
Decreto institui grupo para cobrar inscritos na dívida ativa
MS sedia evento regional de internet e tecnologia
Descubra alguns hábitos que interferem na saúde dos dentes
Pesquisas indicam ingestão de microplásticos por humanos
Cliente fidelizado pode se tornar porta-voz do negócio