Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner Pátio Central - Natal
Nacional

Presidente do BNDES diz que corrupção é uma chaga brasileira

Paulo Rabello destacou a importância das denúncias feitas às ouvidorias para o combate à corrupção no Brasil

12 Mar2018Agência Brasil17h39

O presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, afirmou hoje (12) que a “propensão à corrupção” é uma “chaga brasileira”. Ao participar da abertura do evento Ouvidoria 3.0,  ele destacou a importância das denúncias feitas às ouvidorias para o combate à corrupção no Brasil.

Como exemplo, Rabello de Castro citou o próprio BNDES, cuja ouvidoria recebe inúmeras denúncias sobre a atuação do banco. “As denúncias têm grau de apuração extremamente elevado. O BNDES se orgulha de processar respostas em, no máximo, três dias úteis, quando, na lei, temos até 10 dias. No campo das denúncias, temos tido um sucesso bastante grande na elucidação de vários casos.”, disse.

Paulo Rabello de Castro ressaltou que, por meio de seu canal de ouvidoria, o BNDES descobriu que havia uma pessoa no Maranhão que se apresentava como intermediária para facilitar a negociação de financiamento de empresários com o banco.

Ele esclareceu que o banco não trabalha com qualquer tipo de intermediador. "Nosso objetivo é nos tornar fáceis e acessíveis, o máximo que possamos, para que os interessados tenham possibilidade de dialogar com o banco e obter algum tipo de colaboração financeira, independentemente de qualquer tipo de intermediação.”

No caso da denúncia feita no Maranhão, Rabello disse que foi possível fazer um trabalho de esclarecimento com a população local e que o caso foi encaminhado para "tratamento penal”.

Promovido pelo Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União, o evento Ouvidoria 3.0 vai até amanhã (13) na sede do BNDES, no centro do Rio.

Veja Também

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados
MPF obriga DNIT a adotar medidas de proteção à fauna pantaneira
Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
Inep: quase 300 instituições têm 'nota baixa' de qualidade
Ex-sargento da PM sofre nova condenação
Asilo de Battisti teve motivação político-partidária, diz Sérgio Moro
Resolução define plano de trabalho para agentes de saúde
Confira a escala dos postos de saúde nesta terça-feira
Ato incineratório Defron vai queimar 6.540 kg de drogas Material que será incinerado é produto de apreensões feitas durante o ano
Planalto Posse de Bolsonaro terá de 250 a 500 mil pessoas Cerimonial da presidência espera multidão em Brasília no dia 1º de janeiro