Menu
18 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega Banner SEGOV - Refis 2019
Cidade

Prefeitura vai recapear corredores de ônibus e contruir ciclovias

Município está tentando se habilitar para um financiamento de R$ 100 milhões

13 Mar2018Da redação14h53

A Prefeitura de Campo Grande está concluindo a elaboração dos projetos para cadastrar carta-consulta no Programa Avançar Brasil, do Ministério das Cidades, e se habilitar a um financiamento de R$ 100 milhões. O dinheiro será investido no recapeamento de 34 quilômetros de dois corredores do transporte coletivo (Sul e Norte) e pavimentação de 10,8 quilômetros de cinco linhas de ônibus. O projeto contempla ainda a implantação de quase 30 quilômetros de ciclovias e ciclo faixas, sinalização horizontal e vertical.

Até junho, o ministério deve divulgar a relação das cidades habilitadas para linha de financiamento do Avançar Cidades no âmbito do programa Pró-Transporte, com juros de 6% ao ano, podendo ser acrescida taxa diferencial de juros de até 2% e taxa de risco de crédito de até 1%; contrapartida de 5% do valor de investimento, 48 meses de carência e 20 anos para pagamento.

O novo financiamento vai complementar os recursos do PAC Mobilidade Urbana, com R$ 110 milhões disponíveis desde 2012, que começou a ser executado ano passado com o recapeamento do corredor de ônibus Sudoeste (Rua Guia Lopes, Avenida Brilhantes, Avenida Marechal Deodoro e Avenida Bandeirantes). Será investido no recapeamento e implantação de trechos dos corredores Sul (Avenida Manoel da Costa Lima e Rua Rui Barbosa) e Norte (Avenida Cônsul Assaf Trad, Avenida Coronel Antonino, Rua 25 de Dezembro, Rua Alegrete, Avenida Mato Grosso e Avenida Calógeras) que já contam com recursos, mas que são do Orçamento Geral da União, sujeitos a contingenciamento, comprometendo o cronograma de execução das obras.

No corredor Sul, ligação entre os terminais Guaicurus e Morenão, que tem recursos assegurados do PAC Mobilidade para o recapeamento do trecho de 4,6 quilômetros da Avenida Gury Marques, o Avançar Cidade contempla a recuperação do asfalto na Rua Rui Barbosa (4,04 km). Do corredor Norte há recursos do Mobilidade para recapear a Rua Bahia (uma extensão de 1,8 km).

O trecho mais extenso (somando as duas pistas) são os 10,52 km da Avenida Cônsul Assaf Trad, desde a rotatória com o macroanel (no Jardim Colúmbia) até se encontrar com a Avenida Coronel Antonino. Junto com a recuperação do pavimento, será implantada a rede de drenagem para resolver problemas de alagamentos na saída para Cuiabá (Avenida Cônsul Assaf Trad) e região do Bairro São Francisco (ruas Alegrete e 25 de Dezembro), que atualmente impactam o córrego Cascudo na Avenida Rachid Neder e quando há chuva mais intensa, leva ao transbordamento do Segredo (onde o Cascudo desemboca) na altura da rotatória com a Avenida Ernesto Geisel.

Com o asfalto de mais cinco linhas de ônibus, praticamente 100% da malha que serve de itinerário ao transporte coletivo da Capital estará pavimentada. Serão beneficiadas as linhas Jardim Inápolis (3,8 km); Polo Empresarial Oeste (0,70 km); Residencial Teruel (0,62 km) Granja São Luiz e Bandeira (2,92 km) e Conjunto Leon Denizart Conte (2,8 km).

As ciclovias – 29,5 km

Avenida Luiz Alexandre (entre Afonso Pena e Rua Antônio Maria Coelho);
Sai da Fabio Zahran vai até Paulo Freire, desce pela Paulo Freire, entra na Avenida das Bandeiras e desce pela rua Tatuí (Vila Carvalho, paralela a Salgado Filho);
Fabio Zahran – desce pela Rua Carandá, Arica,Candelária, rotatória da Avenida Jorge Chaia até a Rua Anchieta, desce e faz o contorno na Avenida Gabriel Spipe Calarge com a Rua Divisão, Cordeiro de Souza (ligação Gabriel Spipe Jorge Chaia);
Manoel da Costa Lima – da rotatória com a Filinto Muller até o Trevo Imbirussu;
Filinto Muller (ligação entre a rotatória da Manoel Costa e a ciclovia da Fábio Zahran);
Antônio Maria Coelho (entre a Rua Professor Luiz Alexandre até a rotatória com a Mato Grosso Lima Felix);
Plutão (ligação com a Avenida Noroeste).
Ciclo-faixas

Rua Antônio Rahe (entre a Cristóvão Lechucaté e Avenida Cônsul Assaf Trad);
Avenida Fabio Zahran (entre a Afonso Pena e a Rua 26 de Agosto);
Duque de Caxias (entre a Avenida Solon Padilha e a Rua Radio Maia);
Euler de Azevedo (entre a Presidente Vargas e a Avenida Tamandaré);
Presidente Ernesto Geisel (da rotatória com a Euler de Azevedo até um pouco à frente Elvidio Serra);
Ligação da Avenida Duque de Caxias com a Rua Fernando Noronha;
Passa pelas ruas Barnabé Mesquita, São Caetano, Eunice Welver, Nioaque , Presidente Vargas até a Fernando de Noronha;
Tamandaré (entre a Avenida Euler de Azevedo, Rua Urano, interligação com a Rua Plutão);
Avenida Rodoviária (Rua Iguatemi, Avenida Rodoviária até a Rua das Joias);
Alfenas (ruas Noroeste, Alfenas, Jaboticabal e chega na Avenida Tamandaré).
Linhas de ônibus – 10,87 km

Jardim Inápolis (Nucleo Industrial) – 3,83 km
Polo Empresarial Oeste – 0,70 km
Residencial José Teruel – 0,62 km
Granja São Luiz e Bandeira- 2,92 km
Leon Denizart Conte – 2,8 km
Corredores do transporte coletivo – 34 km
Avenida Mato Grosso – 4,8 km
Avenida Cônsul Assaf Trad – 10,52 km
Avenida Calógeras – 3 km
Avenida Costa e Silva – 4,37 km
Rua 25 de Dezembro – 2,07 km
Rua Alegrete – 1,87 km
Rui Barbosa – 4,04 km

Veja Também

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados
MPF obriga DNIT a adotar medidas de proteção à fauna pantaneira
Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens
Inep: quase 300 instituições têm 'nota baixa' de qualidade
Ex-sargento da PM sofre nova condenação
Asilo de Battisti teve motivação político-partidária, diz Sérgio Moro
Resolução define plano de trabalho para agentes de saúde
Confira a escala dos postos de saúde nesta terça-feira
Ato incineratório Defron vai queimar 6.540 kg de drogas Material que será incinerado é produto de apreensões feitas durante o ano
Planalto Posse de Bolsonaro terá de 250 a 500 mil pessoas Cerimonial da presidência espera multidão em Brasília no dia 1º de janeiro