Campo Grande •21 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner SEGOV - Mesmo na crise Obras

Da redação | Quarta, 9 de Agosto de 2017 - 19h54Prefeitura fecha acordo para pagar servidores da Omep e SeletaJuiz determinou que seja priorizado pagamento de quem recebia até R$ 5 mil

(Foto: Divulgação/Prefeitura da Capital)

Em audiência na 7º Vara da Justiça do trabalho, a Prefeitura de Campo Grande fechou o acordo com os funcionários da Omep/Seleta. O acordo foi formalizado pelo juiz Renato Miazato, em reunião com o prefeito Marquinhos Trad, o procurador-geral do Município, Alexandre Ávalo, e do Secretário Municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto.

“Nossa administração não vai dar calote em ninguém e vamos pagar todas as nossas contas. Esta negociação foi dentro das possibilidades da arrecadação da prefeitura. Se esta situação fosse nos meses de janeiro, fevereiro e março, nos quitaríamos à vista, mas tivemos a necessidade de parcelar. Todavia, todos eles vão receber com juros e multas seus direitos”, frisou o prefeito Marquinhos Trad.

O secretário Municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, destacou a importância do acordo para pagamento dos salários e a rescisão contratual dos 2.5 funcionários que foram demitidos por decisão judicial. “ Ficou determinado pelo juiz Miazato que nós fizéssemos o pagamento dos salários integralmente dos servidores da Omep/Seleta até sexta-feira, e o restante da rescisão em pagamento parcelado em R$ 2 milhões por mês, até janeiro, quando será pago o restante, que dá um total des R$ 25 milhões”, explicou.

O juiz também determinou que seja priorizado o pagamento de trabalhadores que recebiam até R$ 5 mil. Até sexta-feira será pago os salários dos 2.500 servidores, sendo R$ 1,2 Milhões para Omep e R$ 1,4 milhões para os funcionários da Seleta.

O Juiz da 7º Vara do Trabalho, Renato Miazato, ouviu todas as partes antes de chegar a um acordo que atendesse a todos. “Tudo que foi acordado hoje, vai ser cumprido. Esta decisão é favorável a todos os trabalhadores. É melhor eles terem o que receber todo mês, do que o processo seguir para outras instâncias e demorar muito mais”, pontuou.

A funcionária Daiana Jarcem gostou da decisão, por considerar que atende a prefeitura e funcionários. “Se nós fôssemos esperar uma ação judicial, até que saísse a ação demoraria muito tempo. Entramos num acordo com a prefeitura para receber a verba rescisória em parcelas. O prefeito Marquinhos Trad se prontificou a resolver nosso problema. Em nenhum momento o prefeito falou que não iria pagar. Só não tinha dinheiro em caixa para nos pagar integralmente. Tudo deu certo e estamos satisfeitos com a atenção do prefeito e a decisão judicial”, finalizou Daiane.

Veja Também
A rua do herói da Retomada de Corumbá
Segunda, 21 de Agosto de 2017 - 06h34Capital teve sensação térmica de 3° Termômetro não deve superar a marca de 22°
Morre aos 91 anos o comediante Jerry Lewis
Evento sobre reprodução, produção e nutrição animal está com inscrições abertas
Domingo, 20 de Agosto de 2017 - 15h43Temer e presidente do Paraguai vão discutir segurança na fronteira e Mercosul Temer e Cartes vão avaliar os resultados das recentes operações conjuntas de combate ao crime organizado
Complexo Aquático do Parque Tarsila do Amaral é reinaugurado
Governo destina R$ 1,6 milhão para construção de pontes em Maracaju
Prefeitura recupera antiga fonte de água em Três Lagoas
Em Três Lagoas, escola municipal realiza Projeto Caça Talentos
Prazo para agendar nova perícia do auxílio-doença termina na segunda
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothShop
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento