Campo Grande •22 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Rota das Estações - Primavera

Da redação | Quarta, 9 de Agosto de 2017 - 19h54Prefeitura fecha acordo para pagar servidores da Omep e SeletaJuiz determinou que seja priorizado pagamento de quem recebia até R$ 5 mil

(Foto: Divulgação/Prefeitura da Capital)

Em audiência na 7º Vara da Justiça do trabalho, a Prefeitura de Campo Grande fechou o acordo com os funcionários da Omep/Seleta. O acordo foi formalizado pelo juiz Renato Miazato, em reunião com o prefeito Marquinhos Trad, o procurador-geral do Município, Alexandre Ávalo, e do Secretário Municipal de Finanças e Planejamento, Pedro Pedrossian Neto.

“Nossa administração não vai dar calote em ninguém e vamos pagar todas as nossas contas. Esta negociação foi dentro das possibilidades da arrecadação da prefeitura. Se esta situação fosse nos meses de janeiro, fevereiro e março, nos quitaríamos à vista, mas tivemos a necessidade de parcelar. Todavia, todos eles vão receber com juros e multas seus direitos”, frisou o prefeito Marquinhos Trad.

O secretário Municipal de Planejamento e Finanças, Pedro Pedrossian Neto, destacou a importância do acordo para pagamento dos salários e a rescisão contratual dos 2.5 funcionários que foram demitidos por decisão judicial. “ Ficou determinado pelo juiz Miazato que nós fizéssemos o pagamento dos salários integralmente dos servidores da Omep/Seleta até sexta-feira, e o restante da rescisão em pagamento parcelado em R$ 2 milhões por mês, até janeiro, quando será pago o restante, que dá um total des R$ 25 milhões”, explicou.

O juiz também determinou que seja priorizado o pagamento de trabalhadores que recebiam até R$ 5 mil. Até sexta-feira será pago os salários dos 2.500 servidores, sendo R$ 1,2 Milhões para Omep e R$ 1,4 milhões para os funcionários da Seleta.

O Juiz da 7º Vara do Trabalho, Renato Miazato, ouviu todas as partes antes de chegar a um acordo que atendesse a todos. “Tudo que foi acordado hoje, vai ser cumprido. Esta decisão é favorável a todos os trabalhadores. É melhor eles terem o que receber todo mês, do que o processo seguir para outras instâncias e demorar muito mais”, pontuou.

A funcionária Daiana Jarcem gostou da decisão, por considerar que atende a prefeitura e funcionários. “Se nós fôssemos esperar uma ação judicial, até que saísse a ação demoraria muito tempo. Entramos num acordo com a prefeitura para receber a verba rescisória em parcelas. O prefeito Marquinhos Trad se prontificou a resolver nosso problema. Em nenhum momento o prefeito falou que não iria pagar. Só não tinha dinheiro em caixa para nos pagar integralmente. Tudo deu certo e estamos satisfeitos com a atenção do prefeito e a decisão judicial”, finalizou Daiane.

Veja Também
Hospital Cassems faz exames preventivos e conscientização
Ação destina macacões a catadores de iscas e caranguejos
Três vítimas de atirador em escola seguem internadas
Operação Lava Jato será debatida em evento gratuito
Domingo chuvoso na Capital e interior do Estado
Pesquisa da ONU alerta para alto número de gestantes adolescentes no Brasil
Prefeitura participa da 3ª feira do trabalho
Homens e mulheres promovem ato simbólico contra o câncer de mama
Donald Trump vai retirar sigilo de arquivos sobre assassinato de Kennedy
Detran adere a aplicativo e garante desconto de 40% no pagamento de multas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento