Menu
27 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Campo Grande

Prefeitura define reajuste de tarifa de ônibus até meados de novembro

De 2015 para 2016, a passagem subiu o percentual de reajuste foi de 8,83%

18 Out2016Da redação17h08

O percentual de reajuste do transporte público urbano deverá ser apresentado até meados do mês de novembro pela prefeitura de Campo Grande. A informação consta de nota distribuída pelo município nesta terça-feira, 18 de outubro.  No ano passado, o reajuste foi aplicado em 19 de novembro. Neste ano, o índice poderá ser aplicado em data parecida. Atualmente, os valores são R$ 3,25, nas linhas convencionais, e R$ 3,95, nas executivas.

Conforme a prefeitura, a Agência de Regulação do Município (Agereg) já procedeu à abertura de processo administrativo para realizar os estudos que visam a obtenção do percentual de reajuste da tarifa do transporte coletivo. “Referido estudo tem, em geral, a duração de um mês, haja vista que necessita aguardar publicação de índices oficiais do período mais próximo a data do reajuste”, informa na nota.

Ainda de acordo com a prefeitura, sobre a elaboração da planilha, são levados em consideração: a variação percentual do preço do combustível, variação percentual do salário do motorista, tomando como base a Convenção Coletiva, variação do percentual do INPC acumulado, considerando a variação ocorrida no período compreendido entre a data de cálculo da tarifa em vigor e a data de elaboração do cálculo do reajuste, variação percentual do índice de veículos automotores, reboques e autopeças (IPCA-Oferta Global), considerando a variação ocorrida no período compreendido entre a data de cálculo da tarifa em vigor e a data de elaboração do cálculo do reajuste.

Também serão levados em conta  a variação percentual do índice de passageiros pagantes por quilômetro equivalente (IPKe), considerando a variação entre o IPKe médio dos últimos 12 meses que antecederam a fixação da tarifa em vigor e o IPKe médio apurado nos 12 meses anteriores à data de elaboração do cálculo do reajuste.

A prefeitura aguarda também o resultado do dissídio coletivo dos motoristas, cujo reajuste salarial tem previsão também no mês de novembro. De 2015 para 2016, a passagem subiu o  percentual de reajuste foi de 8,83%.

Em Campo Grande, o transporte público é explorado pelo Consórcio Guaicurus, que reúne as empresas Cidade Morena, São Francisco, Jaguar Transporte Urbano e Viação Campo Grande. O grupo atende a Capital com frota de 596 ônibus para transportar 230 mil passageiros por dia.

Veja Também

Vítima de acidente, engenheira morre em hospital
Prefeitura da Capital afirma ter suprido déficit de medicamentos
23° Encontro de Estudantes de Relações Internacionais será na Capital
Vereadora solicita construção de UBS para bairros da Capital
Usina indenizará vítima de atropelamento em rodovia
Câmeras flagraram atropelamento fatal
Vacinação contra gripe na Praça Ary Coelho
Vereador apresenta projeto a supermercados para reaproveitar alimentos
TJ permite que candidata continue em concurso para escrivã de Polícia
População retira kit gratuito para sinal digital