Menu
22 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Campo Grande

Prefeitura define reajuste de tarifa de ônibus até meados de novembro

De 2015 para 2016, a passagem subiu o percentual de reajuste foi de 8,83%

18 Out2016Da redação17h08

O percentual de reajuste do transporte público urbano deverá ser apresentado até meados do mês de novembro pela prefeitura de Campo Grande. A informação consta de nota distribuída pelo município nesta terça-feira, 18 de outubro.  No ano passado, o reajuste foi aplicado em 19 de novembro. Neste ano, o índice poderá ser aplicado em data parecida. Atualmente, os valores são R$ 3,25, nas linhas convencionais, e R$ 3,95, nas executivas.

Conforme a prefeitura, a Agência de Regulação do Município (Agereg) já procedeu à abertura de processo administrativo para realizar os estudos que visam a obtenção do percentual de reajuste da tarifa do transporte coletivo. “Referido estudo tem, em geral, a duração de um mês, haja vista que necessita aguardar publicação de índices oficiais do período mais próximo a data do reajuste”, informa na nota.

Ainda de acordo com a prefeitura, sobre a elaboração da planilha, são levados em consideração: a variação percentual do preço do combustível, variação percentual do salário do motorista, tomando como base a Convenção Coletiva, variação do percentual do INPC acumulado, considerando a variação ocorrida no período compreendido entre a data de cálculo da tarifa em vigor e a data de elaboração do cálculo do reajuste, variação percentual do índice de veículos automotores, reboques e autopeças (IPCA-Oferta Global), considerando a variação ocorrida no período compreendido entre a data de cálculo da tarifa em vigor e a data de elaboração do cálculo do reajuste.

Também serão levados em conta  a variação percentual do índice de passageiros pagantes por quilômetro equivalente (IPKe), considerando a variação entre o IPKe médio dos últimos 12 meses que antecederam a fixação da tarifa em vigor e o IPKe médio apurado nos 12 meses anteriores à data de elaboração do cálculo do reajuste.

A prefeitura aguarda também o resultado do dissídio coletivo dos motoristas, cujo reajuste salarial tem previsão também no mês de novembro. De 2015 para 2016, a passagem subiu o  percentual de reajuste foi de 8,83%.

Em Campo Grande, o transporte público é explorado pelo Consórcio Guaicurus, que reúne as empresas Cidade Morena, São Francisco, Jaguar Transporte Urbano e Viação Campo Grande. O grupo atende a Capital com frota de 596 ônibus para transportar 230 mil passageiros por dia.

Veja Também