Campo Grande •18 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Governo - Refis

Da redação | Quarta, 15 de Março de 2017 - 14h19Prefeito pede a ministro recursos para reformar quatro parquesMarquinhos Trad solicitou R$ 3 milhões para obras em parques

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Campo Grande)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, solicitou R$ 3 milhões para reforma de quatro parques de Campo Grande. Ele fez o pedido durante reunião com o ministro dos Esportes, Leonardo Carneiro Monteiro Picciani, nesta terça-feira (14), em Brasília-DF.

A comitiva, composta pelo prefeito, presidente da Câmara, João Rocha, senador Pedro Chaves, secretário de Governo, Antônio Lacerda, diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte, Rodrigo Terra,  e a coordenadora de projetos, Catiana Sabadin, solicitou autorização para apresentar projeto de reforma dos parques Ayrton Senna, Jacques da Luz, Sóter e Tarsila do Amaral.

“Foi uma agenda muito positiva. Agora, vamos elaborar os projetos para garantir este recurso, que é muito importante para Campo Grande. Muitas vezes temos uma semana tribulada e queremos fazer uma atividade, ver amigos e se divertir em um ambiente saudável. Esse recurso garantirá a reforma destas praças, frequentadas por boa parte dos campo-grandenses”, declarou o prefeito.

O presidente da Funesp, Rodrigo Terra, se empenhará agora na formulação do projeto para garantir o recurso. “Solicitamos a liberação para cadastrar o CPJ da prefeitura no programa, para protocolar o projeto.  O ministro já autorizou. Agora, apresentamos o projeto e aguardamos a aprovação e liberação do recurso”, explicou. A intenção  é implementar o programa: “Esporte e Grandes Eventos”, que prevê a implantação e modernização da infraestrutura para o esporte educacional, recreativo e de lazer.

O prefeito também solicitou um realinhamento de preços de um projeto de 2011, para construção de uma pista de atletismo no Parque Ayrton Senna. O projeto está orçado em R$ 6 milhões, mas após seis anos, com a atualização, calcula-se que seja necessário R$ 9 milhões.

Marquinhos e a comitiva ainda pediram revisão da contrapartida, defendendo o que é aplicado pela legislação: em torno de 8%. Hoje, no projeto aprovado, a prefeitura precisaria pagar 43% do valor total. “O ministro foi super sensível a questão e disse que não medirá esforços para mudar o projeto. Me colocou em contato com um técnico do ministério para verificar a possibilidade disso acontecer”, contou Rodrigo Terra.

Por fim, o prefeito , secretários, vereador e senador convidaram o ministro para um grande evento que acontecerá em Campo Grande no dia 8 de maio, quando serão discutidas políticas públicas para o esporte e lazer na Capital.

Após o evento, o prefeito vai nomear uma comissão de membros da sociedade para preparar o documento que vai virar lei, a ser enviada para Câmara de Campo Grande, com a criação do conselho, plano e sistema municipal de esporte, bem como a retomada do Fundo Municipal de Esporte.

Veja Também
Fazendeiro é multado por armazenar combustível ilegalmente
Saúde mobiliza ações de combate à dengue em aldeia indígena
Pecuarista é multado por desmatamento ilegal de vegetação nativa
PMA multa dono de restaurante e apreende 76 kg de pescado ilegal
TSE pede que governo mude início do horário de verão de 2018
Ao tentar furar bloqueio do Exército no Rio, dois homens são mortos
Em Três Lagoas, prefeitura remove e substitui árvores condenadas
OAB/MS realiza fórum para debater Segurança Pública será dia 23
Torneio Solidário dos Amigos fecha calendário de futebol de Três Lagoas
Plano de manejo vai reestruturar região de usina abandonada
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento