Menu
23 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super banner TCE - Campanha Ouvidoria
Miranda

Policiais 'festejam' um mês de descaso com delegacia

Prédio está danificado com vidros quebrados, portas arrombadas e celas danificadas

9 Set2016Da redação16h40
(Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)
  • (Foto: Divulgação/Sinpol-MS)

O Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul (Sinpol-MS) realizou nesta sexta-feira, 9 de setembro, manifestação na área central de Miranda-MS para informar a população sobre o a situação caótica da delegacia da cidade e solicitando o apoio dos moradores para que a unidade seja interditada.

Conforme a entidade, há um mês há o prédio está em situação caótica após onze presos fugirem e depredarem o local. Mesmo após inúmeros pedidos do Sinpol-MS para que o local fosse interditado, todos os presos fossem removidos e que o local seja reformado, o Governo do Estado e o Poder Judiciário não se manifestaram sobre o requerimento. 

“Convidamos a população para juntos cantarmos parabéns ao Governo Estadual e ao Poder Judiciário que nesta data completam um mês sem providências, apesar dos nossos constantes pedidos. Esperamos que essa situação não permaneça e tenhamos que fazer o aniversário de um ano de postergação”, enfatizou o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda.

O prédio está totalmente danificado com vidros quebrados, portas arrombadas, celas danificadas, grades são frágeis, infiltrações nas paredes e pátio lotado de veículos apreendidos. O Sinpol-MS informou a situação a Delegacia-Geral de Polícia Civil, Sejusp, Coordenadoria das Varas de Execução Penal de MS (COVEP), Ministério Público, OAB-MS seccional Miranda.

Embora o governo estadual tenha feito a promessa de retirar os presos até dezembro de 2018, o sindicato ainda não teve acesso ao planejamento elaborado pela a Agepen. “Há diversas unidades em situação emergencial e que não podem mais aguardar para que este estudo seja avaliado e colocado em prática. Não podemos esperar que outro policial civil pague com a sua vida a demora na resolução deste problema pelas autoridades competentes”, afirmou o sindicalista.

Veja Também

Lei que dá desconto no IPTU a quem instalar câmeras é promulgada
Em Três Lagoas, artesãos serão cadastrados e receberão carteirinha
OAB-MS acionará CNJ contra obrigação de digitalizar processos
Vale Universidade Indígena convoca pré-habilitados para nova etapa
Governo premiará servidores que desenvolvem boas práticas no serviço público
Economia Parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas é regulamentado Valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o microempreendedor individual
Moringa pode purificar a água e ainda combater a desnutrição pelo mundo
Secretário fala de ações do Estado para reforçar a segurança na fronteira
Mercado reduz pela quarta vez a projeção de crescimento da economia
Animação toma conta do 10º Circuito de Caminhada do Servidor