Menu
23 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Interior

Policiais de folga salvam vida em resgate dramático

Vítima entrou em desespero, após cair de sete metros de altura no rio Salobra

15 Set2017Giselli Figueiredo, de Aquidauana, em colaboração para o Diário Digital17h16
(Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)

Existe um dizer: “Policial nunca está de folga, ele sempre está à paisana”, em referência as ações de policiais mesmo no momento que estão desfrutando de lazer com a família, de férias, num shopping, sempre com olhar atento o que acontece a sua volta.

E com esse pensamento, dois policiais do 7º Batalhão de Polícia Militar de Aquidauana, mesmo de folga com a família em um dos balneários na cidade de Bodoquena, no último sábado (09), presenciaram um acidente envolvendo uma turista que, no momento que saltava de tirolesa, se desequilibrou e caiu de mau jeito, batendo o tórax e o rosto na água, antes do local determinado.

A vítima entrou em desespero, já que sofreu uma queda de aproximadamente 7 metros de altura no rio Salobra, em um local de mais ou menos 5 metros de profundidade. O Cabo PM Douglas dos Santos e o Soldado PM Miguel Neto, que pertencem a ROTAI, imediatamente pularam no rio junto com salva-vidas do balneário no intuito de salvar a mulher.

Segundo relato dos militares apesar de ser um local apropriado para visitação e banho, por conta do susto, a vítima na ânsia de se salvar, se segurou neles, mas acabava puxando-os para dentro da água. O resgate segundo eles foi dramático, já que a família da mulher entrou em desespero, o que aumentou a tensão no local.

Com todo preparo técnico, conversaram com a vítima e a acalmaram, retirando ela da água e levando para a margem em segurança. Os policiais então improvisaram uma espécie de prancha utilizando três boias de banhistas para imobiliza-la, para que equipes de apoio do local fizesse o atendimento.

O Diário Digital entrou em contato com o proprietário do balneário e ele confirmou o fato. Disse que prestou todo atendimento necessário à família. Disse ainda que possui todos os alvarás de funcionamento que um local do porte do balneário necessita para oferecer atividades para turistas.

A mulher e sua família são do Distrito de Sanga Puitã, em Ponta Porã, e estavam na região para participar do casamento de um parente na cidade de Anastácio. No retorno para sua casa, acabou sentindo fortes dores e em atendimento no Hospital Santa Rita em Dourados, foi constatada uma fratura no tórax, ficou em observação por algumas horas e não corre risco.

Os policiais mesmo de folga, fizeram jus ao lema da Polícia Militar, que é servir e proteger, mesmo colocando em risco a própria vida, deixando seus familiares e salvando a vida do próximo.

Veja Também