Menu
7 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Crime ambiental

Polícia Militar Ambiental autua assentados por criação de gado em área protegida

Animais eram mantidos em reserva legal delimitada pelo Incra em Nova Alvorada do Sul

19 Nov2019Da redação10h50

Policiais militares ambientais de Campo Grande receberam denúncias de que assentados estariam criando gado dentro da área de reserva legal coletiva do assentamento Volta Redonda, no município de Nova Alvorada do Sul. 

A equipe da PMA foi até o assentamento nesta segunda-feira (18) e confirmou as denúncias. Os policiais  verificaram a presença de várias cabeças de gado dentro da Reserva Legal do Assentamento. Os proprietários do gado, um assentado de 67 e uma assentada de 43 anos, residentes no local, foram localizados e ambos utilizavam a área protegida de reserva legal para a criação dos animais.

Nos lotes, havia aberturas na cerca para o acesso do gado à área protegida, que havia sido cercada pelo Instituto Nacional de Reforma Agrária (INCRA) para recuperação, como exigência do licenciamento do assentamento rural.

O infrator ainda tentou retirar o gado enquanto os policiais efetuavam a fiscalização no lote vizinho. Os assentados foram autuados administrativamente e multados  em R$ 15.000,00 e R$ 10.000,00, conforme a quantidade de gado,  e também responderão por crime ambiental, podendo pegar pena de três meses a um ano de detenção.

Os infratores foram notificados a retirar o gado da reserva legal e a recuperar a parte degradada.

Veja Também