Menu
23 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Meio ambiente

Pesca com equipamentos proibidos

PMA apreende 1.100 metros de redes e espinheis e 62 anzóis

14 Set2016Laureano Secundo07h52

Durante fiscalização fluvial visando a prevenção à pesca predatória nos rios Paranaíba e Santana, Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado apreenderam diversos petrechos proibidos de pesca, que se encontravam armados nos rios.

Foram retirados 1.000 metros de redes de pesca, dois espinhéis, com 30 anzóis cada um, medindo ao todo 100 metros, e 62 anzóis de galho. Foram soltos 17 kg de pescado das espécies, pacu, curimbatá e tilápia, que estavam vivos e presos aos petrechos proibidos. Os proprietários dos materiais ilegais não foram localizados.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados do rio pelos policiais. Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto.

Veja Também

Estudo avalia se hidrelétricas na Bacia do Paraguai causam impacto ambiental
OAB anuncia novo recurso contra cobrança de bagagem em aviões
TJ mantém condenação por homicídio culposo em acidente de trânsito
Caravana da Saúde está de volta e ampliada
Assomasul promove treinamento sobre fiscalização de imposto
Empresa realiza maratona de programação para escolher estagiários
Obras do Reviva Centro alteram linhas de ônibus neste fim de semana
Em Brasília, cemitério que abriga personalidades é ponto turístico
Universidade realiza corrida de carrinhos de rolimã neste sábado
Projeto de Fábio Trad atualiza legislação militar no combate a crimes sexuais