Menu
22 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Meio ambiente

Pesca com equipamentos proibidos

PMA apreende 1.100 metros de redes e espinheis e 62 anzóis

14 Set2016Laureano Secundo07h52

Durante fiscalização fluvial visando a prevenção à pesca predatória nos rios Paranaíba e Santana, Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado apreenderam diversos petrechos proibidos de pesca, que se encontravam armados nos rios.

Foram retirados 1.000 metros de redes de pesca, dois espinhéis, com 30 anzóis cada um, medindo ao todo 100 metros, e 62 anzóis de galho. Foram soltos 17 kg de pescado das espécies, pacu, curimbatá e tilápia, que estavam vivos e presos aos petrechos proibidos. Os proprietários dos materiais ilegais não foram localizados.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados do rio pelos policiais. Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto.

Veja Também

ONU celebra suspensão de testes nucleares da Coreia do Norte
Mais de 1,4 mil travestis e transexuais pediram nome social no título
Obra de drenangem interdita trecho da Leão Neto na segunda-feira
Ponte de concreto para substituir a que caiu está 91% concluída
Confira os 12 erros mais cometidos na Declaração do IR
Tribunais e cartórios de MS serão inspecionados
Usando arte, evento alerta contra a cultura do estupro
Homem morre afogado após veículo cair em rio
Aposta feita em Brasília fatura mais de R$ 9 milhões na Mega-Sena
Fiocruz fabricará remédios contra HIV e hepatite C para ofertar no SUS