Menu
24 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Piracema

PMA desmonta acampamentos à margem do rio Paraná

40 redes de pesca foram apreendidas e mediram 1.000 metros

4 Fev2017Da redação10h52

Equipes da Polícia Militar Ambiental (PMA) de Naviraí, que trabalham na operação Piracema, apreenderam durante fiscalização no rio Paraná ontem (3), 40 redes de pesca, medindo 1.000 metros. O material proibido estava em acampamentos às margens do rio e em uma ilha. Os infratores proprietários das redes não foram localizados e nem identificados.

Devido a este tipo de trabalho preventivo da PMA, os elementos não puderam e não armarão essa quantidade de petrechos ilegais. Normalmente os pescadores deixam os petrechos ilegais escondidos e, durante a madrugada, quando não percebem fiscalização, armam e os conferem, retirando os peixes capturados. Isso torna difícil a prisão dos infratores, haja vista o curto espaço de tempo que permanecem no rio.

A manutenção da fiscalização e retirada desses petrechos precisam ser constantes, tendo em vista, a grande capacidade de captura e ocasionando as mortes dos peixes, devido ao grande poder de captura deste tipo de petrecho ilegal. A retirada desta quantidade de redes dos rios impede a degradação dos cardumes, especialmente no período de piracema.

Veja Também

Rotatória receberá sinalização e semáforos
Projeto de Lei assegura Libras em salas de cinema da Capital
Anvisa proibe uso e venda de lentes de contato coloridas no Brasil
Fazendeiro é multado após desmatar 10 hectares e matas do cerrado
Batalhão de Operações Especiais tem novo comandante
MT convoca aposentados e pensionistas de MS da época da divisão
Corrupção é culpada por drama de paciente na Capital
Assembleia implementa projeto de acessibilidade para Palácio Guaicurus
Saúde Caravana da Saúde nas Escolas tem até 1.000 atendimentos por dia Somente em Campo Grande, 42 mil alunos do 4º ao 7º ano serão beneficiados
Em MS CCR MSVia realiza obras na BR-163/MS Em caso de chuvas, as obras serão suspensas