Menu
24 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Crime ambiental

PMA autua mulher e mais dois pescadores por pesca e transporte de pescado ilegalmente

Pesca sem licença não é crime ambiental, assim que sejam pagas as multas, os pescadores poderão ter os materiais restituídos

16 Abr2017Da redação10h21

Policiais Militares Ambientais do Grupamento do Distrito de Águas do Miranda, em Bonito, autuaram ontem (15), uma pescadora amadora, residente em Rio Brilhante, com 10 kg de pescado ilegal. Durante bloqueio na rodovia MS 345, naquele Distrito, os Policiais abordaram um veículo Ford Fiesta, onde estava a mulher, e apreenderam os 10 kg pescado, que ela havia capturado no rio Miranda, que eram transportados sem a licença ambiental e sem a Guia de Controle de Pescado.

O veículo também foi apreendido. Diante da infração, os policiais efetuaram auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 900,00 contra a autuada. O pescado será doado para instituições filantrópicas.

Em fiscalização fluvial no rio Miranda, os Policiais autuaram, nas proximidades nas do rancho Mirandópolis, dois infratores proprietários do rancho, de 25 e 28 anos, por pescarem embarcados sem licença ambiental. Com os infratores, residentes em Mirandópolis (SP) foram apreendidos um barco, um motor de popa e duas carretilhas com varas. Eles não haviam capturado nenhum pescado ainda.

Os policias efetuaram auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 300,00 contra cada autuado. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente infração administrativa. Logo que sejam pagas as multas, os pescadores poderão ter os materiais restituídos.

Durante a fiscalização, a Equipe ainda retirou do rio, 74 anzóis de galho e apreendeu uma tarrafa abandonada à margem do rio (petrechos proibidos). Os proprietários dos petrechos ilegais não foram encontrados.

Veja Também