Menu
18 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Meio Ambiente

PMA resgata 175 filhotes de papagaios em Bataguassu

Papagaio é a espécie mais traficada no Estado, segundo a PMA

15 Set2017Da redação18h45

Equipes da Polícia Militar Ambietal (PMA) de Bataguassu que fiscalizam a BR-267 nas proximidades do Posto Fiscal e estradas vicinais do município perceberam quando um veículo Chevrolet Corsa Classic, voltou ao avistar a viatura. Os policiais saíram em perseguição e os elementos entraram em uma estrada de terra, abandonaram cinco caixas à margem da pista e continuaram em fuga.

Nas caixas havia 175 filhotes de papagaios. Devido ao estado de estresse dos filhotes, a PMA os levou até o quartel para sombra e condicionamento adequado de ar e para alimentá-los. Os traficantes conseguiram fugir, porém, a PMA voltou a realizar diligências na tentativa de localizar os criminosos.

Os filhotes serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

Operação Independência - Durante a operação Independência, a Polícia Militar Ambiental deu atenção especial ao tráfico de papagaios. Este é um período preocupante para a PMA com relação ao tráfico de animais silvestres, pois, de agosto a dezembro é o período de reprodução do papagaio que é a espécie mais traficada no Estado.

Depois de terminada a operação Independência, devido a alguns levantamentos preocupantes realizados pelo Setor de Inteligência relacionados com relação ao tráfico de animais, a PMA deu continuidade à prevenção e combate ao tráfico, com uma operação, iniciada na segunda-feira 11, sem prazo para encerramento.

A PMA está realizando trabalhos preventivos nas propriedades rurais, por meio de informação da legislação e Educação Ambiental, visto que o modus operandi principal dos traficantes é de aliciamento dos sitiantes e funcionários de propriedades rurais, para que retirem os animais e os avisem para que os comprem. Muitas pessoas fazem isto, às vezes, sem saber que estão cometendo crime ambiental.

A região principal do problema está sendo monitorada, tais como, os municípios de Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina e Brasilândia, além de Naviraí e Mundo Novo. Nessa região, ninhos também estão sendo monitorados pelos Policiais, para evitar a retirada dos filhotes, visto que essa é a preocupação maior. A base do trabalho é evitar a retirada dos animais, evitando custos à fauna e ao Estado, tendo em vista os altos custos financeiros, até a reintrodução dos filhotes na natureza.

Barreiras também estão sendo executadas nas saídas para o estado de São Paulo, que é para onde os papagaios retirados aqui têm saído.

As Subunidades da PMA que cobrem estas áreas estarão monitorando o movimento dos traficantes. Em princípio, para evitar que as aves sejam retiradas e, para reprimir prendendo os elementos, quando não é possível evitar a retirada dos bichos.

(As informações são da assessoria de imprensa da PMA)

Veja Também

Prefeitura entrega cobertores para famílias carentes da Capital
Seja Digital intensifica agendamentos nos CRAS  a partir de segunda
Entidades de classe defendem Plano Diretor da Capital
Comissão aprova vacinação obrigatória e gratuita contra leishmaniose
Curso orienta sobre alimentação e não desperdício de alimentos
Limpeza em lagoa resulta na retirada de 50 sacos de lixo
Incêndio destrói depósito de recicláveis
Portugal libera uso da maconha para fins medicinais
Médico lança 'Dicionário de Saúde e Segurança do Trabalhador'
Obras e projetos anunciados para a Capital