Campo Grande •16 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da redação | Quarta, 9 de Agosto de 2017 - 13h32PM de MS ameaça aquartelar por reajuste salarialCategoria aguarda contraproposta do governo estadual até o próximo dia 18

(Foto: Marco Miatelo)

A  Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul (ACS) reuniu, na manhã desta terça-feira (08), seus diretores da Capital e do Interior e definiu para o próximo dia 18 (sexta-feira) o prazo final para uma contraproposta do governo do Estado sobre o reajuste salarial da categoria. Na data, uma assembleia geral da categoria será realizada, onde até mesmo um aquartelamento poderá ser desencadeado.

“A categoria está insatisfeita não só com a proposta dada à Polícia Militar e ao Corpo de Bombeiros, mas também com o tratamento desigual dado a outras categorias, o que nunca aconteceu. Uma medida mais radical pode ser definida na assembleia, mas quem decide é a tropa. A participação de todos os policiais, de soldado a coronel, é de suma importância”, destacou o presidente da entidade, Edmar Soares da Silva.

A assembleia será realizada em horário e local a serem definidos, mas informados previamente nos canais de comunicação da ACS.

O Governo do Estado, antes irredutível e com uma proposta de reajuste zero, cedeu e ofereceu um reajuste linear de 2,94% para todo o funcionalismo público, inclusive policiais militares e bombeiros, a partir de outubro.

A proposta desagradou os representantes dos militares, já que, no ano passado, o Executivo havia se comprometido em implantar a política de verticalização salarial da categoria.

Pela proposta elaborada pela ACS, o soldado em início de carreira passaria a receber, até 2018, 20% do que ganha um coronel do mesmo nível.

Veja Também
Estudante do IFMS é selecionado para o Parlamento Jovem Brasileiro
Neta de Antônio Morais faz vernissage de estreia com aquarelas
Mais de 40% dos flagrantes de violência contra a mulher resultam em prisão
Regional abre portas do PAM e desagrada prefeitura
STF nega indenização a MT por criação de parque indígena
CMO abre portões à comunidade no dia 27 de agosto
Enfermagem da Uems tem primeiro grupo de acadêmicos no Samu
MS poderá ter Cadastro de Condenados por Racismo ou Injúria Racial
Indígenas bloqueiam rodovia entre Dourados e Itaporã
Quarta, 16 de Agosto de 2017 - 12h20Trechos em pare-e-siga da CCR MSVia na BR-163/MS exigem atenção do motorista Em caso de chuva, as obras poderão ser interrompidas
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento