Menu
5 de junho de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Meio Ambiente

Pecuaristas são multados em R$ 104 mil por desmatamentos ilegais

Áreas desmatadas ilegalmente medidas com uso de GPS perfizeram 16,55 hectares

22 Set2019Da redação15h21

Durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município, visando à prevenção e repressão ao desmatamento ilegal e ao tráfico de papagaios, a Polícia Militar Ambiental de Amambai localizou ontem (21), três áreas desmatadas ilegalmente em cinco propriedades rurais no município.  As áreas desmatadas ilegalmente medidas com uso de GPS perfizeram 16,55 hectares destruídos, dentro de área protegida.

Um infrator (75), residente em Campo Grande, foi autuado e recebeu multa administrativa de R$ 66.000,00 pelo desmatamento de 11,28 hectares, em sua fazenda a 20 km da cidade. Outro infrator (43), residente em Amambai, foi autuado administrativamente em R$ 22.000,00, por ter desmatado 3,19 hectares em sua propriedade, localizada a 29 km da cidade. Em outra propriedade, a 16 km da cidade, foi vistoriado um desmatamento ilegal de 2,08 hectares. O infrator (71), residente em Amambai, foi autuado administrativamente e multado em R$ 16,500,00.

Todos os infratores suprimiram a vegetação há algum tempo para plantio de pastagem. Parte madeira proveniente da vegetação desmatada encontrava-se no local em meio à pastagem.

Os autuados também responderão por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção. Além disso, eles foram notificados a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Veja Também