Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
EUA

Para FBI, mortes em shopping não têm relação com terrorismo

Armado com um rifle, homem matou cinco pessoas em um shopping center

24 Set2016Agência Brasil18h41

Um homem armado com um rifle matou cinco pessoas em um shopping center a 105 quilômetros de Seattle, capital do estado norte-americano de Washington. O crime ocorreu na loja de departamento Macy's, ontem (23) à noite, na hora de maior movimento. O atirador fugiu e até este sábado (24) pela manhã não tinha sido localizado pela polícia, que não vê relação entre os crimes e um ato terrorista.

A polícia divulgou imagens do suspeito, que foi filmado por câmeras do shopping. Pelas imagens, o homem se dirigiu à área de cosméticos da loja de departamento, que fica no Cascade Mall, em Burlington, e atirou contra clientes que estavam próximos. Quatro mulheres foram mortas no momento dos tiros. Um homem foi levado gravemente ferido para o hospital e morreu hoje pela manhã, segundo a polícia.

A polícia informou que o suspeito fugiu por uma estrada interestadual próxima ao shopping. Um porta-voz da polícia pediu que a população que mora na região tome cuidado e não se aproxime do suspeito que, no momento da fuga, estava de roupa preta. "Fiquem em casa, fiquem seguros", aconselhou um porta-voz.

Segundo informações da imprensa americana, depois que ouviram os tiros pessoas saíram correndo do local. Um helicóptero da polícia sobrevoou a área, enquanto policiais vasculharam todas as lojas do centro comercial.

O porta-voz da polícia do estado de Washington, Mark Francis, informou que o homem procurado é latino-americano e estava armado com um rifle "tipo de caça". O FBI (polícia federal norte-americana) está prestando assistência à polícia local.

Para FBI, mortes não têm relação com terrorismo

O FBI (a polícia federal dos Estados Unidos) informou neste sábado (24) que não há nenhuma indicação de que o homem que atirou e matou cinco pessoas ontem em um shopping no estado de Washington tenha ligações com o terrorismo. "Não há evidências que apoiem essa possibilidade", disse um agente policial.

As autoridades ainda estão procurando o atirador que aparentemente agiu sozinho. Ele fugiu ontem à noite logo depois de ter atirado e matado quatro mulheres. Um homem,  também atingido pelos tiros, foi levado para um hospital e morreu hoje de manhã.

O crime ocorreu na loja Macy's, logo depois das 19h, horário de maior movimento no shopping. O episódio transformou todas as áreas do centro comercial em um ambiente de caos com a correria dos clientes. Depois de fazer uma busca em todas as lojas, procurando o suspeito, a polícia pediu que as pessoas fossem imediatamente para casa e não ficassem em locais públicos até a prisão do atirador. Um helicóptero da polícia sobrevoou o local.

A polícia também afirmou que, pelas imagens capturadas pelas câmaras do shopping, e pelas informações obtidas por testemunhas, o atirador aparenta ser latino-americano e estava, no momento da fuga, com roupa preta.

Veja Também

Agetran alerta para interdições em vias neste sábado e domingo
Idosa sofre com adiamentos de cirurgia
Trabalhador fica preso em ferragens após acidente em rodovia
Governo revitaliza asfalto de três rodovias estaduais
Justiça Federal torna Cabral réu pela 23ª vez na Lava Jato
Prefeitura convoca mais 70 médicos inscritos na cadastro temporário
Em MS Atenção motoristas: BR-163/MS passa por obras da CCR MSVia Em caso de chuvas, as obras serão suspensas
Drone e ferramentas artesanais fazem sucesso na 3ª edição da Tecnofam
UFMS Acadêmicos da UFMS fecham portões e esperam por reitor Estudantes querem que o curso de Licenciatura em Educação no campo continue na faculdade
Tribunais e cartórios de MS serão inspecionados