Menu
7 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Campo Grande

Palestra 'Eu odeio dieta' fala sobre hábitos saudáveis

Iniciativa enfatizou de a Capital ter a maior quantidade de pessoas com excesso de peso

19 Nov2019Da redação19h19

Para falar de saúde, de hábitos saudáveis de alimentação e a importância da atividade física, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS) promoveu para servidores municipais, ciclos de palestras com o tema “Eu odeio dieta”. A iniciativa contou com a presença do médico Nutrólogo, Sandro Trindade Benites que enfatizou o fato de Campo Grande ser a capital brasileira com a maior quantidade de pessoas com excesso de peso (58,3%), conforme o Sistema de Vigilância de Fatores de Risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) do Ministério da Saúde.

O encontro, que também foi coordenado pela vice-prefeita Adriane Lopes,  aconteceu na última segunda-feira (18), no auditório do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande (IMPCG) com mais de 230 servidores divididos em duas turmas. Os participantes ouviram dicas e informações importantes para mudar o estilo de vida, transformar práticas e buscar a saúde, sem ter que odiar uma dieta e as mudanças de hábitos.

O Nutrólogo Sandro Benites levou aos servidores diversas informações que destacam a dieta saudável, revelando que a obesidade tem fatores como a influência da modernização da sociedade e a necessidade de resgatar hábitos saudáveis. “Nos locomovemos de ônibus, carro ou motocicleta. Só que esses meios de transporte existem há menos de 100 anos, numa história de mais de 4 milhões de anos de existência da raça humana na Terra. Mesmo raciocínio para o uso dos celulares, da TV e do computador. As últimas gerações já nasceram com a existência deles e cada vez mais há o abuso do uso desses equipamentos”, relatou.

De acordo com o médico, a consequência natural com tão pouca atividade física é o ganho de peso. “Certamente, sem esforço, sem “queimar” as calorias, as pessoas estão acumulando gordura. Basta fazer uma observação simples em um álbum de fotos de família de 5, 10 ou 20 anos atrás e comparar com fotos atuais e ver que muitas pessoas podem ter acrescido em quilos”, comparou.

O médico lembrou que uma das desculpas para não ter uma alimentação saudável e a  falta de prática de exercício físico é a falta de tempo. “Cuidar as saúde tem solução, mesmo sendo difícil criar novos hábitos é preciso ter disciplina. A minha orientação é utilizar o próprio ambiente de trabalho, por exemplo, para fazer alguma atividade, subindo escadas, por exemplo”, disse.

Outra dica do médico é estacionar o carro uma quadra de distância que o de costume, sendo uma opção para uma caminhada. “Essa caminhada já é o primeiro passo para sair do sedentarismo. A mudança de estilo de vida, somando-se vários meses, pode fazer muita diferença não só no peso, mas também na saúde como um todo”, completou.

A servidora Gislaine Cristina Simões aprovou a palestra e já vai colocar em prática as informações obtidas. “A dinâmica da palestra foi a que mais me motivou. O dr Sandro mostrou os resultados dentro da realidade que a gente vive. Ninguém precisa passar fome, mas precisa ter regras dentro da realidade de vida que tem. Uma das dicas que já foi utilizar é a troca do tamanho dos pratos, assim colocamos menos alimentos”, comentou.

Sandro Benites é médico Pediatra e Nutrólogo, tem lutado por uma melhor qualidade na Saúde Pública. Foi Diretor Técnico do Hospital Regional, Médico da Prefeitura Municipal de Campo Grande, Médico Concursado do Tribunal de justiça e Assessor Técnico da Secretaria Estadual de Saúde, conhece a fundo os anseios da sociedade por um melhor atendimento, visando sempre a prevenção de doenças e não as causas, como é tratado hoje em dia.

Major Médico Sandro é o Idealizador do Projeto GCOMM (Grupo de Combate a Obesidade no Meio Militar) eleito melhor Prática de Gestão do Comando Militar do Oeste. Este Programa foi realizado no Hospital Militar e na Base Aérea de Campo Grande.

Sandro Benites foi responsável pelo desenvolvimento dos Médicos da Residência de Pediatria do Hospital Regional. Médico Toxicologista é o responsável clínico pelo CIVITOX, e atual diretor da Associação Brasileira de Centro de Intoxicação. Especialista em Nutrologia e em Medicina Intensiva Pediátrica, idealizador e coordenador do programa de Terapia da Obesidade Infantil (TOI ), uma referência nacional em medicina preventiva.

Veja Também

Ação de prevenção ao câncer de pele acontece neste sábado
Blitz flagra 13 condutores dirigindo após consumir bebida alcoólica
Uniformes escolares confeccionados em presídios geram economia de 40%
Motorista bêbado mata motociclista após furar sinal vermelho
Detran vai leiloar veículos e sucatas em 41 municípios
Agente penitenciário morre em acidente
Tempo aberto de manhã e chuva à tarde
Nascidos em Setembro e Outubro podem sacar FGTS
Número de cadastro no ID Estudantil já ultrapassam 2.001.731
Participantes já podem conferir os resultados do Encceja 2019